Vídeo Mostra a Explosão da CME de 15 de Abril de 2012 no Sol

O pequeno vídeo acima mostra uma recente ejeção de massa coronal, ou CME, no Sol que emitiu uma nuvem de plasma na direção da sonda STEREO B da NASA.

As ejeções de massa coronal, ou CMEs, são explosões em forma de balão do vento solar que se levanta acima da coroa solar, expandindo à medida que é soerguida. O plasma solar é aquecido a dezenas de milhões de graus, e os elétrons, prótons e núcleos pesados são acelerados a uma velocidade perto da velocidade da luz. Os elétrons superaquecidos das CMEs se movem ao longo das linhas do campo magnético mais rápido do que o vento solar pode fluir.  O rearranjo do campo magnético e as fares solares podem resultar na formação de uma onda de choque que acelera as partículas à frente do loop da CME. Cada CME lança mais de 10 bilhões de quilos desse material, e a velocidade de ejeção pode alcançar os 1000 km/s em algumas flares. As flares solares e as CMEs são atualmente as maiores explosões do nosso Sistema Solar, tendo a potência aproximada de um bilhão de bombas de hidrogênio.

Crédito: NASA /SDO

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.