Vídeo Apresenta Atualização das Atividades do Rover Curiosity em Marte – Tudo Pronto Para a Segunda Perfuração

observatory_150105O vídeo acima é apresentado por Avi Okon, engenheiro líder de hardware para a furadeira do rover Curiosity e traz as atualizações sobre a atividade do rover em solo marciano.

O vídeo começa mostrando os testes realizados ainda em Terra para a perfuração de rochas em solo marciano. O rover Curiosity foi reposicionado para realizar a sua segunda atividade de perfuração. Essa segunda amostra que o rover recolherá no ponto de perfuração tem a intenção de confirmar os resultado obtidos com a primeira perfuração, onde foram encontradas evidências de ambientes antigos favoráveis ao desenvolvimento da vida microbiana. Após a perfuração o rover Curiosity irá processar e entregar a amostra para seus instrumentos analíticos. Além de muitos outros feitos incríveis do rover Curiosity, um que nos chama a atenção é como robô consegue perfurar a rocha, recolher o material e depois entregar para os seus instrumentos. A princípio parece uma tarefa simples. Mas de acordo com Avi, a tarefa é bem mais complicada do que parece. Enquanto a rocha é perfurada, a parte pulverizada dela é coletada por um tubo dentro do equipamento de perfuração. Para mover a rocha pulverizada para fora da broca de perfuração a equipe do Curiosity usa o punho do braço robótico e a vibração da torre para movimentar a amostra. Esse movimento continua até que a rocha é entregue para o instrumento CHIMRA que a processa. A amostra viaja através do transferência de amostras dentro da câmara até o instrumento CHIMRA.

Depois disso a amostra pode então ser distribuída entre os vários instrumentos dentro do Curiosity que realizarão as análises necessárias. Cada porção gerada é do tamanho de um comprimido. Para mover as amostras entre os instrumentos o rover usa algo similar a um jogo famoso onde você deve balançar uma plataforma e encaixar a bolinha nos buracos certos. O Curiosity faz isso, usando a gravidade e a vibração. A gravidade é usada pois necessita de menos movimentação de peças do rover. No vídeo acima, por volta de 2:11 é possível ver como é realizada essa transferência através de um modelo. Dentro do rover a amostra pode então ser analisada pelos instrumentos SAM e CheMin e nos revelar um mundo completamente novo através das descobertas efetuadas. Esse foi mais um relatório de atividades do rover Curiosity em Marte. Fiquem ligados que voltaremos com mais notícias em breve.

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo