fbpx

VIDA EM MARTE? CURIOSITY DESCOBRE MOLÉCULA ORGÂNICA PROMISSORA | SPACE TODAY TV EP2140

Obrigado World of Warships por patrocinar esse vídeo! Façam o download aqui:

https://wo.ws/2Sd1tW7

E utilizem o código BATTLESTATIONS2020 para ganharem diversos brindes:

* 250 Dobrões
* 3 Dias de Premium
* Barco USS Charleston
* +1 Vaga no porto
—————————————————–
VENHA PARTICIPAR DO CURSO DE ASTRONOMIA DO SPACE TODAY:

http://academyspace.com.br/bigbang

—————————————————–

ASSISTA O VÍDEO DA NED:

https://www.youtube.com/watch?v=ywmXvsHBBp4

——————————————————————–

VISITE A LOJA DO SPACETODAY:

https://www.spacetodaystore.com

——————————————————————–

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————–

Depois da bela imagem panorâmica de 1.8 bilhão de pixels, que o Curiosity nos apresentou essa semana, o rover continua surpreendendo a todos.

Em um artigo publicado na revista Atrobiology, pesquisadores identificaram um composto orgânico muito comum aqui na Terra.

Aqui no nosso planeta se você analisar o petróleo cru, carvão, estromatólitos e até mesmo trufas brancas, você pode encontrar um composto orgânico conhecido como tiofeno.

Para quem não conhece, a molécula do tiofeno é composta por 4 átomos de carbono e 1 átomo de enxofre arranjados num anel.

O que chama a atenção no tiofeno é a sua origem, como eu mostrei, aqui na Terra, ele tem origem biológica.

Mas como nem tudo são flores, sua origem pode ser abiótica também.

No caso biológico bactérias podem ter vivido em Marte há bilhões de anos, quando o planeta era quente e úmido.

Essas condições seriam ideias para o processo de redução do sulfato e a produção do tiofeno.

Outra situação poderia ser que o próprio tiofeno fosse quebrado por bactérias.

No caso abiótico, o impacto de asteroides com Marte poderia ter criado o tiofeno.

Nesse caso um processo termoquímico seria responsável pela redução do sulfato e geração do tiofeno.

Seria necessário aquecer até 120 graus Celsius, uma situação que pode ser encontrado no impacto de asteroides.

E aí, quer dizer que encontramos vida em Marte?

Não, pelo menos, não, por enquanto.

Para a sorte dos pesquisadores esse ano, 2020, dois novos rovers estarão indo para Marte.

Um deles, a Rosalind Franklin, rover da ESA, estará levando um equipamento chamado de Mars Organic Molecules Analyzer, ou MOMA.

Esse equipamento será útil para identificar esses compostos e concluir se ele foi gerado por processos abióticos ou biológicos.

Os próprios pesquisadores citaram Carl Sagan, descobertas extraordinárias, precisam de evidências extraordinárias.

E eles disseram que só saberemos mesmo se Marte teve vida, assim de maneira inequívoca, o dia que um astronauta for lá e examinar as rochas num microscópio e ali encontrar bactérias se movimentando.

E aí, qual a sua opinião, biológico ou abiótico?

Fonte::

https://phys.org/news/2020-03-molecules-curiosity-rover-early-life.html

#Mars #Life #SpaceToday

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .