fbpx
26 de fevereiro de 2024

Imagem da Câmera HiRISE Mostra Valas Espetacularmente Coloridas Em Cratera Recente de Marte


A imagem acima cobre uma cratera de impacto com aparência de ser bem recente em Marte e com um diâmetro de aproximadamente 2 quilômetros.

Existem valas por toda a extensão dos taludes internos mais íngremes dessa cratera (você pode até mesmo ver na sombra na imagem abaixo que foi realçada) que se localiza em 35 graus de latitude Sul em Marte. Muitas crateras nessa latitude no hemisfério sul somente possuem valas nos taludes da face sul que ficam mergulhados na sombra durante o inverno. Mas essa é uma cratera especial de modo que os taludes podem ser particularmente íngremes e instáveis.

A imagem realçada mostra que as valas e seus depósitos possuem diferentes cores. Isso se deve à diversidade de tipos de rochas expostas pela cratera e o fato de que as valas recentemente estavam ativas, assim as cores não são homogêneas representando o solo de Marte, nem representando depósitos subjacentes. A câmera HiRISE irá monitorar esse local no futuro para ver se essas valas estão mesmo ativas atualmente.

Quando que essa cratera se formou? Aparentemente ela se formou recentemente já que preserva morfologias métricas no material ejetado e quase não existem crateras menores sobrepostas a ela de modo que ela provavelmente deve ter menos de um milhão de anos de vida. Isso significa que essa cratera se formou no período de existência de Marte mais recente que equivale a somente 0.02% de toda a sua vida. No material ejetado é possível encontrar uma textura semelhante a uma espinha de peixe com as feições em forma de V apontando para a cratera que as originou.

Fonte:

http://hirise.lpl.arizona.edu/ESP_024927_1445


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo