fbpx

Uma Lua Colorida

A Lua normalmente é vista em tonalidades de cinza. Mas pequenas diferenças de cores mensuráveis foram exageradas nesse mosaico de imagens em alta resolução capturadas perto da fase cheia da Lua, e com isso foi possível construir uma imagem da parte central da Lua, multicolorida. As diferentes cores são reconhecidas por corresponderem a diferenças reais na composição mineralógica que compõem a superfície da Lua. As tonalidades mais azuladas revelam áreas ricas em titânio enquanto que as cores laranjas e roxas mostram áreas relativamente pobres em titânio e em ferro. O intrigante Mare Vaporum, está abaixo do centro do frame e mostra um belo arco, o Montes Apenninus, logo acima. O assoalho escuro da cratera Archimedes com seus 83 km de diâmetro dentro do Mare Imbrium, está na parte superior esquerda da imagem. Perto da falha existente no topo do arco dos Apennines está o local de pouso da Apollo 15. Calibradas a partir das amostras de rochas que retornaram para a Terra a bordo das missões Apollo, imagens multicoloridas parecidas com essa foram usadas para explorar a composição global da superfície da Lua.

Fonte:

https://apod.nasa.gov/apod/ap171111.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .