Um Olhar Nas Crateras Que Abrigam Depósitos Polares em Mercúrio

A imagem mais superior acima, mostra uma porção de uma imagem de radar feita da região polar norte de Mercúrio (as latitudes estão indicadas) obtida com o Observatório Arecibo. As feições brilhantes são depósitos polares, áreas de alta dispersão, acredita-se sejam constituídas de gelo de água e talvez outros tipos de gelos preservados no interior de crateras frias e que ficam constantemente na sombra.

A imagem do meio, mostra uma porção de um mosaico da superfície do hemisfério norte de Mercúrio com a resolução de 500 m/pixel onde a imagem do radar foi sobreposta. A proeminente cratera de impacto circulada em vermelho abriga uma área de depósitos polares e foi perfilada algumas vezes pelo instrumento MLA no começo da fase de mapeamento científico de Mercúrio pela sonda MESSENGER. A cratera está centrada em 82.3?N, 342?E e tem 24 km de diâmetro.

A imagem inferior, mostra um mapa de contorno topográfico e foi gerado a partir de alguns perfis feitos pelo MLA (linhas com círculos brancos) que passaram através da cratera e perto do seu centro circulado em vermelho. A escala de cor à direita está em km, e o norte está na posição de 4 horas. Cálculos mostram que a topografia da cratera é consistente com as previsões de que a porção mais ao sul do interior da cratera está permanentemente na sombra.

Fonte:

http://messenger.jhuapl.edu/gallery/sciencePhotos/image.php?page=2&gallery_id=2&image_id=542

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.