UM ASTEROIDE COM COMPORTAMENTO DE COMETA | SPACE TODAY TV EP2221

ENTRE NA COMUNIDADE SPARKLE DO SPACE TODAY NO HOTMART:

https://sparkle.onelink.me/twwu/spacetoday

——————————————————————–
VISITE A LOJA DO SPACE TODAY:

https://www.spacetodaystore.com

——————————————————————–

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————–

CONFIRA O CURSO DE ASTRONOMIA DO SPACE TODAY, MAIS DE 60 HORAS DE CONTEÚDO FALANDO SOBRE TUDO DA ASTRONOMIA, MATRICULE-SE JÁ:

https://academyspace.com.br/big-bang/

——————————————————————–

Quando a gente começa a estudar astronomia, uma das primeiras coisas que a gente aprende é diferenciar cometa de asteroide.

Existe primeiro uma diferença composicional entre eles, os cometas são na sua maioria formados por gelo, tanto que chamamos de bola de gelo suja, já os asteroides são objetos rochosos e metálicos.

Existe também uma diferença estrutural, e a mais marcante é que os cometas apresentam caudas, enquanto os asteroides não.

Isso mostra que os cometas são objetos ativos.

No Sistema Solar temos muitos cometas e asteroides.

Entre os asteroides, temos alguns que são muito interessantes, um deles são os chamados asteroides Troianos.

Esses asteroides, compartilham suas órbitas com os planetas.

A Terra tem pelo menos um asteroide troiano, Netuno possui dezenas deles, mas Júpiter é o campeão, ele possui de centenas a milhares de asteroides Troianos.

Esses asteroides são capturados pela força gravitacional do planeta, e seguem a 60 graus na frente do planeta e 60 graus atrás do planeta.

Todos os Troianos observados até agora, eram, ou são asteroides, porém, tudo pode estar mudando.

O telescópio ATLAS, sim aquele mesmo do Cometa ATLAS, cuja sigla significa Asteroid Terrestrila-impact Last Alert System, da Universidade do Havaí em Manoa (só para saber a mesma do artigo de ontem), detectou um objeto estranho em Juno de 2019.

Esse objeto foi descoberto como um asteroide Troiano e chamado de 2019 LD2.

Porém, observações seguintes, feitas em julho de 2019, no final de 2019 em janeiro de 2020 e em abril de 2020, mostraram que o objeto tinha uma cauda, ou seja, se comportava como um cometa.

Porém, as análises de sua órbita mostraram que ele é na verdade um asteroide.

Isso mostra que durante mais de um ano, o objeto apresentou um tipo de atividade.

Os astrônomos, durante muito tempo pensaram que os Troianos teriam uma grande quantidade de gelo na sua superfície, o que na verdade então não seria tão surpreendente assim um deles apresentar uma cauda ou um comportamento cometário.

Mas até agora, os astrônomos nunca tinham detectado esse tipo de atividade.

Agora com o 2019 LD2, essa hipótese foi confirmada.

A explicação é que esse objeto pode ter sido capturado recentemente pela força gravitacional de Júpiter, e ainda tem uma grande quantidade de gelo na sua superfície de modo que apresentou a atividade detectada.

Ou ele pode ter se chocado com outro objeto, o gelo ter ficado exposto e a atividade ter iniciado.

O ATLAS irá continuar monitorando e observando o objeto.

E quando a missão LUCY da NASA que vai estudar os Troianos chegar em Júpiter, ela poderá entender melhor o comportamento desse asteroide que se comporta como um cometa.

Quanto mais observamos o Sistema Solar, mais misterioso descobrimos que ele é.

Fontes:

http://manoa.hawaii.edu/news/article.php?aId=10683

#TROJAN #ATLAS #SPACETODAY

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.