Terra Velha, Grandes Crateras, Preenchimento de Bacia Essa é a Península Sul da Lua

O especialista em Lua dos anos de 1950, chama a região mostrada nessa imagem de Península Sul, onde as terras montanhosas são circundadas pelos mares de lavas da Nubium, Medii, Vaporum, Tranquilitatis e Nectaris. A imagem captura as principais características da área: cratera sob cratera, incluindo muitas maiores que são velhas. Esse é o terreno mais antigo do lado visível da Lua. Ele é maior em elevação média e tem pouco ou nenhum mar de lava na superfície. A cratera Deslandres com um diâmetro de 256 quilômetros é a segunda maior cratera do lado visível da Lua só perdendo para a cratera Bailly, mas como a cratera Bailly pode ser uma bacia com dois anéis, a Deslandres pode sim, ser considerada a maior cratera do lado visível da Lua, embora ela também tenho sutis pistas da existência de um anel interno. Tanto a cratera Deslandres como outras crateras velhas aqui foram socada ou pulverizadas pelo material ejetado na formação de grande parte das bacias do lado visível da Lua, e isso é uma das explicações de porque muitas grandes crateras da Península Sul possuem interiores imensos.

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/May+23%2C+2011

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.