fbpx
19 de setembro de 2021

Telescópios HESS Exploram o Céu nas Altas Energias

Eles podem parecer como se fossem modernos dinossauros mecânicos, mas eles são na verdade olhos giratórios que observam os céus. O High Energy Stereoscopic System Observatory (H.E.S.S.), um observatório que usa um sistema estereoscópico de alta energia, é composto de 4 telescópios com espelhos refletores de 12 metros, que circulam um telescópio ainda maior, abrigando um espelho de 28 metros. Eles foram desenhados para detectar estranhos lampejos de luz azul, a chamada radiação de Cherenkov, emitida quando partículas carregadas se movem um pouco mais rápido que a velocidade da luz no ar. Essa luz é emitida quando um raio gamma de uma fonte distante colide com uma molécula na atmosfera da Terra e inicia uma chuva de partículas carregadas. O H.E.S.S. é sensível a alguns dos fótons de mais alta energia que cruzam o universo. Operando desde 2003 na Namíbia, o H.E.S.S. tem pesquisado pela matéria escura e já descobriu mais de 50 fontes que emitem radiação de alta energia incluindo remanescentes de supernovas e centros de galáxias que possuem buracos negros supermassivos. O vídeo acima mostra os telescópios do H.E.S.S. girando e parando numa sequência em time-lapse muito bonita no céu, pode-se ver o braço da Via Láctea e as Nuvens de Magalhães.

Fonte:

https://apod.nasa.gov/apod/ap190108.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo