fbpx

Sonda SDO Registra Labareda de Classe M9.3 e Uma Ejeção de Massa Coronal no Sol em 4 de Agosto de 2011

Uma labareda da classe M 9.3, juntamente com uma ejeção de massa coronal (CME) explodiu no Sol e foi enviada em direção a Terra no dia 4 de Agosto de 2011. Essa foi a terceira labareda em três dias emitida da Região Ativa 1261. O vídeo acima mostra a característica de dispersão da luz causada pelo brilho da labareda como observado na luz ultravioleta extrema. Mas a CME pode ser vista de forma distinta como uma nuvem mais escura derivando e se erguendo em direção ao espaço, normalmente nós não vemos ela tão claramente. O vídeo cobre um período aproximado de quatro horas de atividade. Existe a previsão de que a nuvem de partículas irá atingir a Terra em alguns dias, quando ela provavelmente poderá gerar brilhantes auroras  até o estado da Pennsylvania e poderá até mesmo danificar alguns equipamentos elétricos, principalmente no espaço. O poder da tempestade foi classificado como K-7, em uma escala de 1 a 9. É possível ver o fenômeno em outros comprimentos de onda da luz extrema ultravioleta onde a CME aparece mais claramente, mas nesse caso a labareda não é tão clara.

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .