Sonda Juno Chega a Metade de Sua Jornada Até Júpiter

juno20130812-full


observatory_150105A sonda Juno da NASA encontra-se na metade do caminho até Júpiter. A sonda que estudará o sistema Joviano alcançou esse marco no dia 12 de Agosto de 2013 às 09:25 hora de Brasília.

“O odômetro da Juno acabou de marcar 9.464 unidades astronômicas”, disse o principal pesquisador da Juno Scott Bolton, do Southwest Research Institute em San Antonio. “A equipe está olhando para frente, se preparando para o dia em que nós entraremos na órbita ao redor do planeta mais massivo do nosso Sistema Solar”.

Para esse desafio de unidades astronômicas, uma unidade astronômica, ou AU, do inglês, é uma unidade de medida usada pelos engenheiros espaciais e cientistas quando discutem as incríveis distâncias envolvidas na exploração do Sistema Solar. Uma AU é baseada na distância entre a Terra e o Sol, ou seja, 149597870.7 quilômetros. As 9.464 AU que a Juno já viajou é o equivalente a 1415794248 quilômetros. A Juno estava a 55.46 milhões de quilômetros da Terra quando a marca foi atingida. A próxima marca importante na viagem de aproximadamente cinco anos até Júpiter acontecerá em Outubro, quando a sonda passará pela Terra para alcançar uma velocidade extra.

“Em 9 de Outubro de 2013, a Juno estará a 559 quilômetros da Terra”, disse o gerente de projeto da missão Rick Nybakken do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, na Califórnia. “A passagem pela Terra dará a Juno um aumento na velocidade de aproximadamente 7.3 km/s. A partir daí, a próxima parada será Júpiter”.

A sonda Juno está programada para chegar em Júpiter em 4 de Julho de 2016 às 11:29, hora de Brasília.

A Juno foi lançada em 5 de Agosto de 2011. Uma vez na órbita de Júpiter, a sonda circulará o planeta 33 vezes, de um polo ao outro, e utilizará sua coleção de oito instrumentos científicos para pesquisar o que existe abaixo da cobertura de nuvens que obscurece o planeta gasoso gigante. A equipe de ciência da Juno aprenderá sobre a origem, a estrutura, a atmosfera e a magnetosfera de Júpiter, buscará pelas evidências de potencial núcleo sólido para o planeta.

O nome Juno vem da mitologia Grega e Romana. O Deus Júpiter desenhou um véu de nuvens ao redor de si mesmo para esconder sua esposa a Deusa Juno, que foi capaz de espiar através das nuvens e revelar a verdadeira natureza de Júpiter.

O Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena na Califórnia, gerencia a missão Juno para o seu principal pesquisador Scott Bolton, do Southwest Research Institute em San Antonio. A missão da Juno é parte do New Frontiers Program gerenciado no Marshall Space Flight Center da NASA em Huntsville, Ala. O Lockheed Martin Space Systems em Denver, construiu a sonda. O JPL é uma divisão do Instituto de Tecnologia da Califórnia em Pasadena.

Para mais informações sobre a missão Juno visitem: http://www.nasa.gov/juno e http://missionjuno.swri.edu .

Fonte:

http://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?release=2013-246


alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.