fbpx

Sonda Dawn da NASA Começa Os Trabalhos Científicos no Asteroide Vesta

A sonda Dawn da NASA, a primeira a orbitar um objeto localizada no chamado cinturão principal de asteroides do Sistema Solar, está espiralando em direção da sua primeira de quatro intensivas órbitas científicas que fará ao redor do asteroide. A órbita inicial do mundo rochoso conhecido como Vesta, começa no dia 11 de Agosto a uma altitude de aproximadamente 2700 quilômetros e irá fornecer análises profundas do asteroide. O Vesta é o objeto mais brilhante no cinturão de asteroides quando visto da Terra e acredita-se que ele seja a fonte de um grande número de meteoritos que caem na Terra.

A primeira imagem acima, foi feita a uma distância de 5200 quilômetros do asteroide. As imagens foram feitas com uma câmera da sonda Dawn com objetivos de navegação e como preparação para as observações científicas, mas mesmo assim é possível ver os primeiros detalhes relevantes da superfície do gigantesco asteroide. Essas imagens circundam todo o Vesta, uma vez que o asteroide gira em torno do seu eixo uma vez a cada 5 horas e 20 minutos.

“Agora que nós estamos em órbita ao redor de um dos últimos mundos não explorados no Sistema Solar interno, nós podemos ver que esse é um lugar único e fascinante”, disse Marc Rayman, engenheiro chefe da Dawn e gerente da missão no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, na Califórnia.


Após viajar aproximadamente 4 anos e cumprir 2.8 bilhões de quilômetros, a Dawn foi capturada pela gravidade do Vesta e agora existe uma distância de 2900 quilômetros entre o asteroide e a sonda. O asteroide gigante e seu novo vizinho estão a aproximadamente 184 milhões de quilômetros de distância da Terra.

“Nós chamamos o Vesta de o menor planeta terrestre”, disse Chris Russel, principal pesquisador da sonda Dawn na UCLA. “O último conjunto de imagens nos dá todas as justificativas sobre as nossas expectativas. Elas mostram que uma grande variedade de processos uma vez agiram na superfície do Vesta e forneceram evidências para as aspirações planetárias do Vesta”.

Os engenheiros ainda estão trabalhando para determinar a hora exata de entrada da Dawn na órbita do Vesta, mas a equipe está esperando que isso aconteça às 01:47 do dia 16 de Julho de 2011, hora de Brasília.


Em adição à câmera que registrou as imagens, a sonda Dawn possui outros instrumentos como detector de raios gama e nêutron e espectrômetros de mapeamento que atuam nos comprimentos de onda do visível e do infravermelho. O detecto de raios gama e nêutrons usa 21 sensores com um campo de visão muito largo para medira a energia das partículas subatômicas emitidas pelos elementos na superfície superior do asteroide. O espectrômetro de mapeamento do visível e do infravermelho irá medir a mineralogia da superfície tanto do Vesta como do Ceres, o próximo destino da sonda Dawn. O espectrômetro é uma versão modificada de um instrumento similar que está voando a bordo das sondas Rosetta e Vênus Express da ESA.


A sonda Dawn também irá fazer outro conjunto de medidas científicas no Vesta e no Ceres usando o rádio transmissor da sonda em conjunto com antenas sensíveis na Terra. Os cientistas irão monitorar os sinais da sonda Dawn e por último do Ceres para detectar sutis variações no campo de gravidade desses corpos. Essas variações fornecerão pistas sobre a estrutura interna desses corpos estudando a distribuição de massa em cada campo de gravidade.


“As novas observações do Vesta são uma lembrança inspiradora das maravilhas não reveladas que podemos explorar no nosso Sistema Solar”, disse Jim Green, diretor da divisão planetária na sede da NASA em Washington.

A sonda Dawn foi lançada em Setembro de 2007. Essa sonda passará um ano no Vesta e depois, em Julho de 2012 ela partirá em direção ao Ceres, onde chegará em 2015.

Fonte:

http://www.jpl.nasa.gov/news/news.cfm?release=2011-235&cid=release_2010-235&msource=11235&tr=y&auid=8740431

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .