Rochas Jovens ou Antigas na Região da Cratera Rümker?

Essa imagem com o Sol baixo da Rümker provoca novas observações e ressuscita algumas questões antigas. Primeiro, pensava-se que a Rümker era uma cratera degradada, finalmente reconheceu-se ela como sendo uma pilha de domos vulcânicos. Estudos mais recentes feitos por Christian Wöhler, Ralf Lena e K. C. Pau determinaram que a Rümker se ergue, 1 quilômetro acima das lavas de Procellarum, com seis domos individuais entre 100 e 200 metros de altura. A mancha mais baixa no centro ajuda a explicar por que antigos observadores classificaram de forma errada a Rümker como uma cratera degradada. Outro processo que forma uma depressão no centro da estrutura vulcânica é colapsado para formar a caldeira do vulcão. Isso é possível, mas talvez a mancha inferior seja simplesmente o local onde domos não se formaram. Ao longo da parte superior da Rümker, o mar de lavas ao redor cresce contra e talvez ultrapasse o complexo de domos. Ao norte (parte esquerda da imagem) no fim da Rümker parece que o domo trunca a cadeia do mar, sugerindo dessa forma que a Rümker é mais jovem do que essa parte do mar. Tanto a Rümker como o mar que a circunda possuem rochas de várias idades.

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/November+14,+2010

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.