fbpx
22 de fevereiro de 2024

RESOLVIDO UM DOS MAIORES MISTÉRIOS DO PLANETA TERRA

SEXTA-FEIRA, DIA 1 DE DEZEMBRO DE 2023, ESTAREI A PARTIR DO MEIO DIA NO PATTIES BURGUER UNIDADE BROOKLIN PARA EXPERIMENTAR O COMBO ESPACIAL, O HAMBURGUER E AS FRITAS TEMPERADOS COM O SAL QUE VIAJOU NUM BALÃO ESTRATOSFÉRICO E ESPERO TODOS…

SEXTA-FEIRA, DIA 1 DE DEZEMBRO DE 2023, ESTAREI A PARTIR DO MEIO DIA NO PATTIES BURGUER UNIDADE BROOKLIN PARA EXPERIMENTAR O COMBO ESPACIAL, O HAMBURGUER E AS FRITAS TEMPERADOS COM O SAL QUE VIAJOU NUM BALÃO ESTRATOSFÉRICO E ESPERO TODOS VOCÊS LÁ!!! CHEGUE CEDO PORQUE SÃO POUCAS UNIDADES!!!

O ENDEREÇO:

R. Flórida, 1420 – Brooklin, São Paulo

SIGA O PATTIES BURGUER NO INSTAGRAM PARA CONCORRER A UM PAR DE MEIAS DA NASA QUE TAMBÉM VIAJOU NO BALÃO!!!

@pattiesburger

Na década de 1990, os geólogos descobriram uma fina camda envolvendo o núcleo externo da Terra.

Essa camda foi chamda então de Camada E e tem cerca de 100 km de espessura.

Depois da descoberta, muitas hipóteses apareceram para explicar a tal Camada E da Terra.

Uma delas dizia que ela havia sido deixada para tás por um antigo magma rico em ferro.

Outras hipóteses diziam que a Camda E seria uma parte que vazou do núcleo interno da Terra, durante a colisão da Terra com Teia que formou a Lua.

Mas como nenhuma dessas hipóteses conseguia explicar corretamente a Camada E, nenhuma delas acabou sendo aceita de forma ampla.

E isso então se tornou um grande mistério do nosso planeta, ou seja, temos uma camada interna da Terra, que não sabemos explicar a sua origem.

Mas agora parece que um grupo de pesquisadores conseguiu encontrar a solução para a Camada E.

Esse novo estudo mostra que a Camada E na verdade seria criada pela água que vaza da superfície da Terra, esse vazamento ocorre devido à subducção de placas tectônicas e plo afundamento das placas também.

No interior da Terra, ocorre uma reação com a superfície metálica do núcleo externo e então ocorre a formação dessa camada.

Os pesquisadores realizaram uma série de experimentos em laboratório para replicar como a água poderia reagir com o núcleo externo sob intensa pressão.

E isso revelou que o hidrogênio presente na água substitui a silica dentro do metal líquido, o que faz com que a silica saia do metal na forma de cristais.

Assim, a Camada E é rica em hidrogênio e não silica como se pensava antes.

A Camada E deve ter levado mais de 1 bilhão de anos para ser formada o que faz com que ela provavelmente seja mais velha que o núcleo externo da Terra.

Durante muitos anos especulou-se sobre as interações existentes entre o núcleo externo e o manto da Terra, e pouco havia sido descoberto até então, de repente com todo o aumento de descobertas graças à tecnologia ao nosso dispor hoje, os pesquisadores já descobriram diferentes tipos de interação entre o núcleo externo e o manto da Terra.

E com esse trabalho conseguiram resolver um dos grandes mistérios do interior do planeta Terra.

Fonte:
https://www.space.com/water-in-earth-core-forms-crystal-layer

#EARTH #LIFE #UNIVERSE

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo