Quadrantídeas

Todo começo de ano é assim, nas primeiras horas do dia 4 de Janeiro acontece o pico da Chuva de Meteoros Quadrantídeas. Essa é uma chuva de meteoros visível no hemisfério norte do planeta. O radiante da chuva, o ponto no céu de onde aparentemente surgem os meteoros, fica onde se localizava uma antiga constelação obsoleta, chamada de Quadrans Muralis. Essa posição hoje fica bem na fronteira entre as modernas constelações de Hercules, Bootes e Draco. Na foto acima é possível ver cerca de 30 meteoros da Quadrantídeas. A foto foi feita entre as 2:30 da manhã, hora local e o nascer do dia. O radiante da chuva está nascendo um pouco à direita do vulcão Teide em Tenerife nas Ilhas Canárias, e logo abaixo é possível ver estrelas familiares do asterismo Big Dipper. Uma provável fonte do fluxo de poeira que produz as Quadrantídeas foi identificada em 2003 como sendo um asteroide.
Se você olhar com cuidado a foto , poderá perceber uma pequena coma esverdeada, acima do pico vulcânico e perto da parte superior do frame. Esse aí é o Cometa Wirtanen que nos visitou em Dezembro de 2018.

Fonte:

https://apod.nasa.gov/apod/ap190109.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.