PROXIMA C – CANDIDATA A SUPER TERRA NA ÓRBITA DE PROXIMA CENTAURI | SPACE TODAY TV EP2092

ASSISTA O VÍDEO DA NED:

https://www.youtube.com/watch?v=ywmXvsHBBp4

————————————————————————————————————

VISITE A LOJA DO SPACETODAY:

https://www.spacetodaystore.com

————————————————————————————————————

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

————————————————————————————————————

ESCUTE O PODCAST HORIZONTE DE EVENTOS – EPISÓDIO DE HOJE – BETELGEUSE

https://soundcloud.com/user-956768544/horizonte-de-eventos-episodio-7-betelgeuse-vai-explodir

————————————————————————————————————

VENHA PARTICIPAR DO CURSO DE ASTRONOMIA DO SPACE TODAY:

http://academyspace.com.br/bigbang

————————————————————————————————————

Em 2016, os astrônomos surpreenderam o mundo quando anunciaram a descoberta do exoplaneta conhecido como Proxima b.

O fato surpreendente, ele orbita a estrela Proxima Centauri, a estrela mais próxima de nós depois do Sol, a apenas, 4.2 anos-luz de distância da Terra.

Desde muito tempo já se pensava que Proxima Centauri pudesse ter um planeta, mas foi necessário toda a tecnologia se desenvolver a ponto de podermos detectar esse exoplaneta.

A sua descoberta causou um frisson em todos.

Será que é habitável, será que podemos ir até lá.

Tanto que logo depois do anúncio da descoberta, o projeto Breakthrough Starshop, liderado pelo Yuti Milner, pelo Mark Zuckerverg e por Stephen Hawking, já imaginaram em enviar pequenas sondas para lá.

Iniciou-se uma série de simulações, artigos, qual o comportamento da estrela e por aí vai.

Mais uma questão que sempre permeou tudo isso foi, será que Proxima b está sozinho, ou existe ali um sistema planetário?

Então os astrônomos continuaram a busca, usando o espectrógrafo HARPS do ESO, eles começaram notar oscilações na estrela que não poderiam ser causadas pela sua atividade.

Ah, aqui vale a pena lembrar, Proxima Centauri é uma estrela do tipo anã vermelha, isso faz dela uma estrela muito ativa, e toda essa atividade pode acabar camuflando a descoberta de um exoplaneta.

Os astrônomos apresentaram então um artigo onde identificam um exoplaneta candidato a ser Proxima c, o planeta companheiro de Proxima b.

A estimativa é que Proxima c tenha metade do tamanho de Netuno, e orbita a estrela a uma distância de 1.5 UA.

#ProximaC #Exoplanets #SpaceToday
A temperatura no exoplaneta está no casa dos -200 graus celsius, caso ele não tenha atmosfera.

Isso é muito bom, porém, isso causa um problema muito grande.

Quando se tem um sistema planetário se formando existe uma linha que é muito importante e divide os tipos de planetas que se formam.

Essa linha é chamada de linha de congelamento da água, em inglês, a linha é chamada de frost line ou snowline.

Com o tamanho que eu falei para vocês, esse exoplaneta é classificado como uma super-Terra, e é aí que está o problema.

Os modelos de formação planetária indicam que não é possível ocorrer a formação de uma super-Terra, além da linha de neve.

Em Proxima Centauri essa linha de neve está a 0.15 UA de distância da estrela.

Uma ideia para explicar a presença de uma super-Terra além da linha de neve, é que o planeta tenha sido chutado da sua posição inicial.

Mas isso é complicado de dizer em Proxima Centauri, pois não temos mais planetas e pelo fato da órbita ser praticamente circular.

Como eu disse no começo esse é um candidato a exoplaneta.

Agora é preciso usar mais telescópios espalhados pelo mundo para fazer observação e confirmar a presença de Proxima c.

Vamos acompanhando esse caso.

Fontes:

https://phys.org/news/2020-01-discovery-super-earth-orbiting-proxima-centauri.html

https://advances.sciencemag.org/content/advances/6/3/eaax7467.full.pdf

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo