fbpx

Proeminências, Filamentos e Auroras – O Show do Sol

E o Sol continua seu espetáculo nesse ano de 2012. No dia 31 de Agosto de 2012, um longo filamento de material solar flutuou na atmosfera do Sol, a coroa, e então entrou em erupção em direção ao espaço às 17:36 hora de Brasília. A ejeção de massa coronal, ou CME, como é conhecida, viajou a mais de 900 milhas por segundo. 

O filme acima mostra a ejeção de massa coronal a partir de uma grande variedade de pontos de vistas, como foi capturada pelo Solar Dynamics Observatory (SDO) da NASA, pelo Solar Terrestrial Relations Observatory (STEREO), também da NASA e por uma sonda que é parceria entre a NASA e a ESA e é conhecida como Solar Heliospheric Observatory, ou SOHO. 

A CME não viajou diretamente em direção a Terra, mas mesmo assim se conectou com o ambiente magnético da Terra, ou a magnetosfera, gerando belas auroras que apareceram no céu terrestre na segunda-feira, dia 3 de Setembro de 2012, como mostra a imagem abaixo.

Mas a atividade solar não parou por aí. Outra grande proeminência solar explodiu do limbo noroeste do nosso Astro Rei no dia 4 de Setembro de 2012.

Um filamento solar, que também é conhecido como uma proeminência, é uma feição grande e brilhante que se estende para for a da superfície do Sol. As proeminências são ancoradas na superfície do Sol na fotosfera e se estende para for a na atmosfera quente e externa do Sol, chamada de coroa. Uma proeminência se forma numa escala de tempo de um dia e proeminências estáveis podem persistir na cora por alguns meses, fazendo um loop a centenas de milhares de milhas no espaço. Os cientistas ainda estão pesquisando como e por que essas proeminências se formam.

O material que faz o loop e brilha na cor vermelha é o plasma, um gás quente comprimido de hidrogênio e hélio eletricamente carregados. A proeminência de plasma flui ao longo de uma estrutura contorcida do campo magnético gerado pelo dínamo interno do Sol. A erupção de uma proeminência ocorre quando essa estrutura se torna instável e explode, emitindo plasma.

Fontes:

http://www.nasa.gov/mission_pages/sunearth/news/News090412-filament.html

http://www.spaceref.com/news/viewsr.html?pid=41925

 

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .