fbpx

POR QUE O BURACO NEGRO DA VIA LÁCTEA ANDA TÃO AGITADO? | SPACE TODAY TV EP2158

VENHA PARTICIPAR DO CURSO DE ASTRONOMIA DO SPACE TODAY:

http://academyspace.com.br/bigbang

—————————————————–

ASSISTA O VÍDEO DA NED:

https://www.youtube.com/watch?v=ywmXvsHBBp4

——————————————————————–

VISITE A LOJA DO SPACETODAY:

https://www.spacetodaystore.com

——————————————————————–

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————–

No centro da Via Láctea, existe um buraco negro supermassivo, chamado de Sagittarius A*, lê-se, Sagittarius A estrela.

Ele está localizado a aproximadamente 26 mil anos-luz de distância da Terra, e tem uma massa equivalente a 4 milhões de vezes a massa do Sol.

Por ser o buraco negro supermassivo mais próximo de nós, ele é monitorado pelos astrônomos, na tentativa de entender como funcionam esses intrigantes objetos que habitam o centro da maior parte das grandes galáxias.

Alguns pesquisadores monitoram o Sgr A*, esse é o outro jeito de chamar o buraco negro, a aproximadamente 20 anos.

O Sgr A* sempre foi considerado um buraco negro tranquilo, sem grandes eventos explosivos e que se alimenta de forma calma também.

Mas de um tempo para cá essa característica dele mudou um pouco.

Com o monitoramento mais intensivo do Sgr A*, os astrônomos começaram a detectar o que chamamos de flares.

Seriam eventos brilhantes que acontecem no buraco negro.

Eu fiz um vídeo aqui mostrando um desses eventos que chamou muito a atenção dos astrônomos.

Entre 1999 e 2015, os astrônomos chegaram a registrar 107 flares no Sgr A*.

Agora um novo trabalho foi registrado, complementando essas observações e trabalhando com os dados de 2016 até 2018, quando 14 novas flares foram detectadas pelos astrônomos.

Ao fazer uma análise estatística dos dados os pesquisadores concluíram que não existe uma mudança na taxa de flares do buraco negro.

Mas os pesquisadores descobriram que o número de flares vem aumentando, desde agosto de 2014.

E isso está intrigando os astrônomos, por que essa mudança na atividade?

Uma explicação é que o movimento de determinadas estrelas perto do buraco negro estaria mudando a quantidade de gás que está caindo em sua direção.

A passagem da estrela S2 em 2018, pode ter empurrado uma maior quantidade de gás na direção do buraco negro, gerando a flare do último ano.

Outra estrela, a S62, que eu já fiz vídeo aqui também, e que passou perto do buraco negro em 2013 pode ter mudado o seu regime de alimentação e isso pode ter gerado um aumento nas flares também.

Mas os astrônomos não conseguem definir com clareza o que é ainda.

Os astrônomos ainda estão esperando as informações e observações de 2019 para poder fazer um estudo comparativo e tentar descobrir o que está acontecendo com o Sgr A*.

No vídeo de ontem falei sobre a melhora na imagem do buraco negro, e tudo aquilo pode ser aplicado ao Sgr A*, e pode ser que uma imagem como esssa melhorada possa indicar o que está acontecendo com ele.

Além disso, os diversos estudos sobre o centro da Via Láctea podem ajudar a resolver esse mistério.

E aí, qual a sua ideia, por que o Sgr A* está tão ativo, o que está acontecendo com ele?

Deixem nos comentários!!!

Fontes:

https://www.iflscience.com/space/the-milky-ways-supermassive-black-hole-is-producing-more-brighter-flares/

https://arxiv.org/pdf/2003.06191.pdf

#SGRA* #BLACKHOLE #SPACETODAY

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .