fbpx
23 de fevereiro de 2024

Pistas Sobre a Existência do Bóson de Higgs São Identificadas no LHC


Por que os objetos têm massa? Para ajudar a responder a essa questão, o CERN da Europa construiu o chamado Grande Colisor de Hádrons, ou LHC do inglês, o mais poderoso acelerador de partículas já construído pelo ser humano. Desde 2008, o LHC vem colidindo prótons em seu interior com velocidades de impacto nunca antes alcançadas. O LHC está explorando explicar que a massa nasce de partículas ordinárias que avançam através de um campo invisível mas dominante constituído das virtuais partículas de Higgs. Quando colisões de alta energia criarem os chamados Bósons de Higgs, o mecanismo de Higgs usado para explicar a criação de massa ganhará força e poderá ser irrefutável. Na semana passada, dia 13 de Dezembro de 2011, dois grupos que trabalham em diferentes experimentos dentro do LHC, o CMS e o ATLAS relataram os indícios preliminares de que os Bósons de Higgs possam existir ao redor de 120 GeV de massa. Dados obtidos pelo LHC também estão sendo estudados à procura dos chamados mini buracos negros, dos monopólios magnéticos, e para explorar a possibilidade de que todo o tipo de partícula fundamental que nós conhecemos possui uma parte supersimétrica invisível. Se você quiser, você pode ajudar o LHC, entre no site http://lhcathome.web.cern.ch/LHCathome/ e entenda como da sua casa e do seu computador você pode ajudar a vasculhar os dados do acelerador em busca dessas exóticas entidades físicas. A foto acima mostra uma pessoa parada em frente ao grande detector do projeto ATLAS, um dos seis grandes experimentos que estão acoplados ao LHC e que participa ativamente da busca pelo Bóson de Higgs.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap111218.html


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo