fbpx

Pesquisadores Descobrem A Primeira Pessoa Morta Por Um Meteorito na História

Quais as chances de você ser atingido e morto por um meteorito? Alguns astrônomos já calcularam essa probabilidade em 1 em 700000 durante a sua vida toda, enquanto outros dizem que a probabilidade é de 1 em 1600000.

Calcular a probabilidade desse tipo de morte é difícil pois esse tipo de evento é muito raro. De fato, mesmo apesar de milhares de meteoritos atingirem o solo todo ano, nos registros de meteoritos que são encontrados na história, não se tem evidência de que qualquer pessoa tenha morrida pela queda de um deles. Pelo menos não se tinha até agora, porque agora tudo mudou.

Os pesquisadores resolveram pesquisar a fundo os arquivos empoeirados da República da Turquia e ali encontraram registros de que alguém foi morto pela queda de um meteorito em Sulaymaniyah na região do Curdistão, Iraque. Em 22 de agosto de 1888, múltiplos documentos encontrados no General Directorate of State Archives da presidência da República da Turquia registravam que um meteorito atingiu e matou um homem, e também paralisou outro homem.

A razão desse evento não ter sido descoberto até agora é porque os documentos foram escritos na antiga linguagem Otomana-Turca, que empresta partes da linguagem árabe e pérsia e é muito difícil de ser traduzida.

Usando um método que vai traduzindo palavra por palavra, os pesquisadores traduziram primeiro para o turco e então para o inglês, e descobriram 3 cartas separadas que descrevem o evento.

Os documentos, escritos por autoridades locais e enviados para o governo, descrevem um forte brilho de luz que foi acompanhado de fumaça e que viajou em direção a vila. A tradução diz que o meteorito caiu por um período de cerca de 10 minutos, como uma chuva e como consequência um homem foi morto e outro ficou seriamente ferido. Também, plantações foram prejudicadas de maneira consistente com uma onda de choque causada por um bólido.

Mas o mais importante foi que as cartas relataram que os meteoritos foram encontrados numa colina perto da vila. Os pesquisadores determinaram que talvez, algum tipo de meteorito tenha sido enviado para o governo local, mas nenhuma documentação foi encontrada pelo pesquisado.

Existem muitos casos ao longo da história onde pessoas foram feridas e propriedades foram devastadas com a queda de meteoritos. O famoso evento de Tunguska, na Rússia, em 1908, deitou árvores por quilômetros. Em 2013, o impacto de um asteroide perto de Chelyabinsk, na Rússia, também, feriu cerca de 1600 pessoas, enquanto que prédios tiveram suas janelas quebradas devido a onda de choque gerada pela entrada do bólido pela atmosfera da Terra. E em 1954, uma mulher, chamada Ann Hodges foi atingida por uma rocha espacial quando ela passou pelo telhado de sua casa e a feriu. Existem relatos que em 2016 um homem foi morto por um meteorito, na verdade, teria sido morto também pela onda de choque da entrada de um bólido, mas depois essa hipótese foi excluída, e determinaram que ele havia sido morto por uma explosão na Terra mesmo.

Os documentos traduzidos recentemente se tornam o primeiro relato de que o impacto de um meteorito matou uma pessoa na história. Devido ao fato desses documentos serem de fontes oficiais e escritos por autoridades locais, eles ganham muita credibilidade.

Os pesquisadores no entanto disseram que eles não podem especular se as rochas enviadas para o governo eram realmente meteoritos, já que nesse ponto da história, não existe nenhuma evidência física das amostras. Mas eles continuam pesquisando os arquivos atrás de mais detalhes, já que esses tipos de documentos Otomano-Turco estão sendo digitalizados e traduzidos. Os pesquisadores disseram que é possível que tenha mais registros nos arquivos, que só estão ali esperando para serem descobertos.

Fonte:

https://www.universetoday.com/145884/terrible-luck-the-only-person-ever-killed-by-a-meteorite-back-in-1888/

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .