fbpx
28 de novembro de 2021

Os Girinos da IC 410

Essa imagem detalhada feita por meio de um telescópio mostra a apagada nebulosa de emissão IC 410 em cores falsas de modo surpreendente. Essa imagem também mostra dois marcantes habitantes desse reservatório cósmico de poeira e gás acima e a esquerda do centro da imagem, conhecidos como os girinos da IC 410. A imagem é na verdade uma composição de imagens feitas através de filtros de banda curta e de banda larga. Os dados de banda curta traçam os átomos na nebulosa, com a emissão dos átomos de enxofre em vermelho, dos átomos de hidrogênio em verde e dos átomos de oxigênio em azul. Parcialmente obscurecida pela poeira no primeiro plano, a nebulosa propriamente dita circunda a NGC 1983, um jovem aglomerado galáctico de estrelas que energizam o gás incandescente. Composta de gás e poeira mais densos e mais frios, os girinos tem aproximadamente 10 anos-luz de comprimento, e são locais potenciais onde o processo de formação de estrelas deve estar em andamento. Os rastros de suas caudas estão saindo da região central do aglomerado esculpidos vento e radiação do aglomerado de estrelas. A IC 410 localiza-se a aproximadamente 12000 anos-luz de distância da Terra na direção da constelação de Auriga.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110416.html

 

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo