fbpx

Olhos Galácticos

Você já teve a sensação de que está sendo observado(a)? Este objeto com ar amigável é o resultado da fusão de duas galáxias e nos mostra “um par de olhos”, que esconde dois buracos negros supermassivos em crescimento, e um sorriso meio torto. Fusões deste tipo são raras na nossa vizinhança galáctica; Mrk 739 está suficientemente perto de nós (astronomicamente falando) para poder ser estudada em detalhe e nos ajudar a saber mais sobre os processos dramáticos que ocorrem durante estas fusões cósmicas.

Com o auxílio do instrumento MUSE montado no Very Large Telescope do ESO, uma equipe de astrônomos, liderada pelo estudante de mestrado Dusán Tubín da Pontificia Universidad Católica de Chile, conseguiu estudar os efeitos da fusão e da radiação emitida pelos gigantescos buracos negros em crescimento. Este estudo responde a questões sobre o movimento das galáxias, a idade das suas estrelas, e os elementos de que são compostas. A equipe descobriu que uma destas galáxias é muito mais velha do que a sua companheira e que o processo de fusão está ainda na fase inicial.

O MUSE é um espectrógrafo 3D que obtém imagens — chamadas “cubos de dados” — do objeto em estudo ao longo de milhares de comprimentos de onda. Com o MUSE, os  astrônomos conseguem mapear com grande detalhe as propriedades dos objetos que estudam, uma vez que cada pixel individual contém uma quantidade impressionante de informação. Obter com o MUSE este tipo de resultados e pistas sobre a fusão e evolução de galáxias é suficiente para fazer qualquer um sorrir.

Crédito:

ESO/Tubín et al.

Fonte:

https://www.eso.org/public/brazil/images/potw2117a/

 

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .