fbpx

Observadores Tiram Fotos do ROSAT em Seus Últimos Dias no Espaço


Observadores da Europa estão registrando algumas das últimas fotos do satélite alemão que está prestes a cair na Terra na sua reentrada na atmosfera que deve acontecer nesse fim de semana, ou melhor entre 21 e 25 de Outubro de 2011.

As fotos mostram o satélite de 21 anos chamado de Roentgen Satellite, ou ROSAT, enquanto a nave gasta seus últimos dias em órbita. O ROSAT que pesa 2.7 toneladas é esperado cair na Terra entre Sábado, dia 22 de Outubro de 2011 a tarde e Domingo, dia 23 de Outubro de 2011 pela manhã, mas os cientistas não podem prever exatamente quando ou onde o satélite estará quando começar a queimar na sua reentrada pela atmosfera da Terra.

Durante os últimos dias do ROSAT no espaço, os observadores em todo o mundo se voltaram com câmeras e telescópios para esse satélite.

O veterano fotógrafo de satélites Ralf Vandebergh na Holanda fez imagens detalhadas do ROSAT usando uma câmera montada no telescópio, a sua foto consegue mostrar tanto o corpo do satélite como também seus painéis solares, a imagem aparece em destaque no começo desse post e foi publicada originalmente no site space.com.

“Enquanto o ROSAT estava trabalhando normalmente em sua órbita, ele estava muito alto, e longe da Terra o que dificultava o seu registro, porém agora, com a sua altura diminuindo fica mais fácil de identificá-lo e também de se fazer imagens”, disse Vandebergh.

O ROSAT, de acordo com os observadores, é mais difícil de ser observado do que foi o satélite da NASA que tinha o tamanho de um ônibus escolar, o UARS e que caiu na Terra no mês de Setembro de 2011. O satélite UARS da NASA era maior que o ROSAT e pesava 6.5 toneladas.

“O ROSAT é um difícil objeto para ser observado com telescópios, devido ao seu tamanho reduzido”, disse Vandenbergh. “Os detalhes então são mais difíceis ainda de serem fotografados principalmente se comparado com o UARS”.

Outro fotógrafo que registrou o ROSAT foi Marco Langbroek, que fez uma foto de longa exposição mostrando a trajetória do satélite, à medida que ele passava sobre Leiden na Holanda.

“Ele se movimentava bem rápido, o que fez com que a foto registrasse um belo fenômeno”, disse Langbroek. “O satélite gastou menos de um minuto para viajar uma parte significante do céu”.

As autoridades do German Aerospace Center disseram que eles não podem prever exatamente onde e quando o ROSAT irá cair na Terra, mas eles esperam que no mínimo 30 grandes pedaços do satélite sobrevivam à reentrada através da atmosfera terrestre. Juntos os pedaços do satélite devem somar 1.7 toneladas podendo atingir uma de 80 km de comprimento na superfície da Terra.

Existe a chance de 1 em 2000 de que algum detrito do ROSAT caia sobre uma das 7 bilhões de pessoas que vivem na Terra.

“Onde exatamente as partes remanescentes do ROSAT vão cair é difícil de dizer na verdade, bem provavelmente elas caiam no oceano como aconteceu com o UARS. Mas pode ser que dessa vez seja diferente”.

Fonte:

http://www.space.com/13358-falling-german-satellite-rosat-skywatcher-photos.html


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .