O Telescópio High Energy Stereoscopic System II


O maior desse tipo, o telescópio High Energy Stereoscopic System (H.E.S.S.) II pode ser visto em primeiro plano na foto acima. Colocado na horizontal, pode-se ver a paisagem invertida do deserto da Naníbia refletida no seu espelho segmentado de 24 metros de largura e 32 metros de altura, igual a área de duas quadras de tênis. Começando a explorar agora o universo nas energias extremas, o H.E.S.S. II teve sua primeira luz no dia 26 de Julho. A maior parte dos telescópios terrestres equipados com lentes e espelhos estão engolfados pela atmosfera protetora da Terra que borra as imagens e dispersa a luz absorvida. Mas o telescópio H.E.S.S. II é um telescópio cherenkov, é desenhado para detectar Raios Gamma, fótons 100 bilhões de vezes mais energéticos que a luz visível, e na verdade necessita da atmosfera para poder operar. À medida que os raios Gamma se chocam com a atmosfera superior eles produzem uma chuva de partículas de alta energia. Uma grande câmera no ponto focal do espelho registra em detalhe os breves Flashes de luz óptica, chamados de luz de cherenkov, criados pela chuva de partículas no ar. O telescópio H.E.S.S. II opera juntamente com um conjunto de quatro outros telescópios cherenkov de 12 metros fornecendo assim múltiplas visões estereoscópicas das chuvas de partículas, relacionando-as às energias e as direções dos raios Gamma cósmicos de entrada.


Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap120727.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.