fbpx

O Superaglomerado de Galáxias de Laniakea


laniakea_01


observatory_150105Astrônomos usando o Green Bank Telescope, GBT, da National Science Foundation, entre outros instrumentos, determinaram que a nossa Via Láctea é parte de um recém identificado superaglomerado de galáxias, que é chamado de Laniakea, que significa “paraíso imenso”, em havaiano.

Essa descoberta clarifica as fronteiras da nossa vizinhança galáctica e estabelece um link anteriormente não reconhecido entre os vários aglomerados de galáxias no universo local.

 


laniakea_02


“Nós finalmente estabelecemos os contornos que definem o superaglomerado de galáxias que nós podemos chamar de lar”, disse o pesquisador líder R. Brent Tully, um astrônomo da Universidade do Havaí, em Manoa. “Isso não é diferente de descobrir pela primeira vez que a sua cidade é na verdade parte de um país muito maior que faz fronteira com outras nações”.

O artigo explicando os detalhes desse trabalho foi publicado na revista Nature, na edição de 4 de Setembro de 2014 e pode ser encontrado na íntegra no final desse post.


laniakea_03


Os superaglomerados estão entre as maiores estruturas do universo conhecido. Eles são constituídos de grupos, como o Grupo Local, que contem, dezenas de galáxias, e massivos aglomerados que contem centenas de galáxias, todas interconectadas numa rede de filamentos. Apesar dessas estruturas estarem conectadas, a fronteira entre elas não é bem definida.

Para melhor refinar o mapeamento cósmico, os pesquisadores estão propondo uma nova maneira para avaliar essas estruturas galácticas de grande escala, examinando seus impactos no movimento das galáxias. Uma galáxia entre as estruturas participa de uma verdadeira guerra gravitacional onde o balanço de forças gravitacionais das estruturas de grande escala ao redor determina o movimento da galáxia.


laniakea_04


Usando o GBT e outros rádio telescópios para mapear as velocidades das galáxias através do nosso universo local, a equipe foi capaz de definer a região do espaço que é dominada por cada superaglomerado. “As observações realizadas com o Telescópio Green Bank têm tido um papel crucial na pesquisa para esse novo entendimento sobre os limites e as relações entre os superaglomerados”, disse Tully.

A Via Láctea reside na periferia de um desses superaglomerados, cuja extensão foi pela primeira vez cuidadosamente mapeada usando essas novas técnicas. Esse é chamado de Superaglomerado de Laniakea tem 500 milhões de anos-luz de diâmetro e contém a massa de cem milhões de bilhões de Sóis espalhada em 100000 galáxias.



Esse estudo também clarifica o papel do Grande Atrator, um ponto focal gravitacional no espaço intergaláctico que influência o movimento do nosso Grupo Local de galáxias e de outros aglomerados de galáxias.

Dentro da fronteira do Superaglomerado de Laniakea, os movimentos das galáxias são direcionados para dentro, da mesma maneira que o fluxo de água corre em direção aos locais mais baixos. A região do Grande Atrator é um grande vale plano gravitacional com uma esfera de atração que se estende  através do Superaglomerado de Laniakea.


laniakea_05


laniakea_06


O nome Laniakea foi sugerido por Nawa’a Napoleon, um professor associado de Linguagem Havaiana e chefe do Departamento de Línguas, Linguística e Literatura no Kapiolani Community College, uma parte do sistema da Universidade do Havaí. O nome homenageia os navegadores polinésios que usavam o conhecimento do céu para viajar através da imensidão do Oceano Pacífico.

Os outros autores do artigo, são Hélène Courtois (Universidade Claude Bernard Lyon 1, em Lyon na frança), Yehuda Hoffman (Instituto de Física de Racah, Universidade Hebreu, em Jerusalém), Daniel Pomarède (Instituto de Pesquisa em Leis Fundamentais do Universo, CEA/Saclay, na França).


laniakea_07


O GBT é o maior radio telescópio do mundo. Sua localização no National Radio Quiet Zoe e o West Virginia Radio Astronomy Zone protege o telescópio incrivelmente sensível de uma interferência de rádio indesejada.

O National Radio Astronomy Observatory, é uma facilidade da National Sicence Foundation, operado sob o acordo cooperativo da Associated Universities, Inc.

Fundado em 1967, o Institute for Astronomy na Universidade do Havaí em Manoa, conduz pesquisas sobre galáxias, cosmologia, estrelas, planetas, e o Sol. Essa faculdade e a sua equipe estão também envolvidos com a educação na área da astronomia, missões ao espaço profundo, e no desenvolvimento e gerenciamento dos observatórios de Haleakala e Maunakea. O instituto opera as instalações nas ilhas de Oahu, Maui, e Havaí.



Fonte:

https://public.nrao.edu/news/pressreleases/supercluster-gbt

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .