O Regolito Do Asteroide Eros

A partir de uma distância de 50 km acima do asteroide Eros, a superfície dentro de uma das maiores crateras parece coberta com uma substância incomum: o regolito. A espessura e a composição da poeira da superfície que é remanescente do regolito ainda é um tópico de muita pesquisa. A maior parte do regolito no asteroide 433 Eros foi criado provavelmente por numerosos pequenos impactos ocorridos durante a sua longa história. Nessa visão representada de forma colorida feita pela sonda robô NEAR-SHOEMAKER que orbitou o asteroide Eros em 2000 e 2001, as áreas em marrom indicam o regolito que tem sido alterado pela exposição ao vento solar durante os micro impactos sofridos pelo asteroide. As áreas em branco acredita-se que tem estado menos tempo em exposição. Os pedaços de rochas visíveis  dentro da cratera aparecem na cor marrom, indicando que eles tem idade suficiente para ter a superfície exposta ao vento solar, ou que eles foram de alguma forma cobertos com uma poeira superficial escura. No mês de Julho de 2011, a sonda Dawn da NASA o gigantesco asteroide do cinturão principal de asteroides, o Vesta.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110619.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.