O Raro Asteroide Duplo Que Passou Perto Da Terra – Space Today TV Ep.1371

—————————————————————————–

**** CONHEÇA A LOJA OFICIAL DO SPACE TODAY!

http://www2.spacetodaystore.com

Camisetas, e muitos produtos para vocês. Visite!

—————————————————————————–

No dia 21 de Dezembro de 2017, o Projeto de Pesquisa do Céu Oukaimeden no Marrocos descobriu o asteroide chamado de 2017 YE5, um NEO, ou seja, um objeto próximo da Terra.

Porém, até Junho de 2018, nenhuma propriedade física do asteroide.
Em 21 de Junho de 2018, o asteroide fez a sua maior aproximação da Terra, passando a 6 milhões de quilômetros do nosso planeta, ou seja, 16 vezes a distância entre a Terra e a Lua.

Com essa máxima aproximação as grandes antenas dos rádio-observatórios da Terra puderam estudar o asteroide em detalhe, incluindo a antena de Goldstone, a de Arecibo e a de Green Bank.

Com todas essas antenas investigando o asteroide, rapidamente pôde-se notar que o asteroide na verdade era um sistema binário, com os dois objetos se orbitando num intervalo de 20 a 24 horas.

As imagens de radar mostraram que os dois objetos que fazem parte do asteroide binário não refletem muita luz e devem ser escuros como carvão.

Além disso, as imagens mostraram também uma diferença de brilho entre os dois objetos, um fenômeno extremamente raro nunca antes visto nos mais de 50 asteróides binários estudados desde o ano 2000.

Isso pode indicar diferença na composição, densidade e até mesmo na rugosidade superficial dos objetos.

Os cientistas estimam que entre os NEOs maiores que 200 metros de diâmetro, cerca de 15% são sistemas binários, onde um objeto é maior que o outro, no caso do 2017 YE5 os dois objetos tem o mesmo tamanho, o que o torna mais raro ainda.

Os objetos do 2017 YE5 possuem cerca de 900 metros de diâmetro.

A descoberta que o 2017 YE5 é binário, com objetos de mesma massa, com brilho diferente e escuros como carvão fornece aos cientistas a oportunidade de estudar e assim melhorar o entendimento sobre os tipos de asteroides binários que existem no nosso Sistema Solar.

As imagens de radar permitem que os cientistas possam estimar a composição e a estrutura interna dos objetos que fazem parte do 2017 YE5, isso ajudará a entender como ele se formou.

E para finalizar, tudo isso é importante, pois primeiro sempre é importante estudarmos os asteroides, pois eles podem nos contar a história de formação do Sistema Solar, e em segundo lugar é mais um NEO que foi caracterizado pelos pesquisadores.

Fonte:

https://www.nasa.gov/feature/jpl/observatories-team-up-to-reveal-rare-double-asteroid

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.