fbpx

O Quasar que Construiu uma Galáxia

O que veio primeiro, o quasar ou a galáxia? Astrônomos têm acreditado por muito tempo que galáxias jovens alimentam buracos negros no seu núcleo, até que esses buracos negros tornam-se quasares, que são fontes de energia incrivelmente massivas e poderosas. Porém, os cientistas têm agora encontrado um quasar que está aparentemente perdendo estrelas devido a ausência de uma galáxia hospedeira. A descoberta sugere que os quasares criaram no mínimo algumas galáxias. Esse é um resultado extremamente importante se for confirmado e pode nos levar a uma nova visão do início do universo, disse o astrônomo Cristopher Reynolds da Universidade de Maryland.

Quasares, abreviação em inglês para objetos quase estelares, têm por muitos anos quebrado a cabeça dos astrônomos. Compactado numa área menor que o nosso sistema solar, um quasar típico emite muito mais energia e calor – alguns deles na forma de jatos de matéria que viajam no espaço próximo a velocidade da luz – do que algumas galáxias. Diferente da explosão super brilhante gerada por uma supernova que é instantânea, os quasares brilham por longos períodos.

O objeto HE0450-2958 é um quasar típico em alguns aspectos. Descoberto em 2005 e localizado aproximadamente a 5 bilhões de anos-luz de distância, ele é massivo e energético como os outros quasares. Porém, um aspecto desse objeto tem chamado a atenção dos astrônomos: o HE0450-2958 estava coberto por uma nuvem de poeira que aparentemente é muito pequena para aramazenar uma galáxia companheira do quasar. Novas observações desse objeto, feitas agora no comprimento de onda do infravermelho, produziram um resultado inesperado. A galáxia companheira não estava lá.

Talvez, ainda mais marcante, os astrônomos observaram uma pequena galáxia companheira, a aproximadamente 22000 anos luz de distância do quasar, onde novas estrelas estão sendo formadas numa velocidade extraordinariamente rápida. Um dos jatos de matéria provenientes do quasar está direcionado para essa galáxia, e a equipe de astrônomos acredita que esse jato está dirigindo o processo de formação de estrelas , fornecendo matéria para a galáxia. Os astrônomos ainda encontraram que o HE0450-2958 e sua companheira estão se movendo vagarosamente um ao encontro do outro. Dentro de alguns milhões de anos, tanto o quasar como a galáxia irão se fundir num só objeto. Isso pode explicar porque alguns quasares são envoltos por uma galáxia: as galáxias não formam os quasares, mas sim os quasares que formam galáxias. A equipe relatou a descoberta na edição on-line do jornal Astronomy & Astrophysics (artigo aqui).

A descoberta cria uma nova imagem do processo de formação de galáxias, diz o astrofísico e principal autor David Elbaz do CEA, Comissão Energética Atômica Francesa. Esse com certeza não é o processo dominante pelo qual as estrelas estão se formando atualmente no universo, onde as galáxias são maduras e os quasares praticamente inexistentes, diz ele. Mas, “isso pode ter tido um impacto substancial na formação das galáxias no início do universo”, em torno de 10 a 12 bilhões de anos atrás, quando a maioria das galáxias estavam nascendo e os quasares eram muito comuns.

Quasar HE0450 aparentemente está puxando gás de uma galáxia próxima e então alimentando-a com matéria para a formação de novas estrelas.
Quasar HE0450 aparentemente está puxando gás de uma galáxia próxima e então alimentando-a com matéria para a formação de novas estrelas.

(Fonte: http://sciencenow.sciencemag.org/cgi/content/full/2009/1201/2)

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .