fbpx
26 de fevereiro de 2024

O Mapa Mais Atualizado de Titã Feito Pela Cassini – Abril de 2011


Esse mapa global da lua Titã de Saturno foi criado usando imagens feitas pelo Imaging Science Subsystem, ou ISS da sonda Cassini.

As imagens foram feitas usando um filtro centrado em 938 nm, permitindo assim aos pesquisadores examinarem as variações de albedo, ou o brilho inerente, através da superfície de Titã. Pelo fato da dispersão da luz pela densa atmosfera de Titã, nenhum detalhe topográfico pode ser observado nesse mapa.

O mapa é uma projeção equidistante e tem escala de 4 quilômetros por pixel. A resolução na verdade varia muito através do mapa, com a melhor cobertura, cobertura essa próxima da escala do mapa, ao longo do equador, próximo ao centro do mapa em 180 graus de longitude oeste e próximo às bordas direita e esquerda em 0 e 360 graus de longitude oeste. A pior cobertura está na região de 120 graus de longitude oeste, e em algumas latitudes do hemisfério norte do satélite. A cobertura na região polar norte continua a melhorar à medida que o polo norte aparece da sombra após o equinócio em Agosto de 2009. As grandes áreas escuras, agora sabidas de serem lagos preenchidos com hidrocarbonetos líquidos, têm sido documentadas nas altas latitudes.

Esse mapa é uma versão atualizada do mapa lançado em Fevereiro de 2009. Os dados dos últimos dois anos, incluindo os dados mais recentes obtidos em Abril de 2011 estão incluídos no mapa e foram importantes para melhorar a cobertura no hemisfério sul e sobre porções do hemisfério norte.

O raio médio de Titã usado nessa projeção do mapa é de 2575 quilômetros. Assume-se que Titã é esférico até que uma rede de controle, ou um modelo da forma da lua com base em múltiplas imagens seja criado no futuro e venha a contradizer essa premissa.

Fonte:

http://photojournal.jpl.nasa.gov/catalog/PIA14908


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo