O Laser do Yepun e as Nuvens de Magalhães

Um dos maiores inimigos dos astrônomos é a atmosfera terrestre, que faz com que os objetos celeste apareçam desfocados quando observados por telescópios colocados no solo. Para minimizar este efeito, os astrônomos usam uma técnica chamada óptica adaptativa, na qual espelhos deformáveis controlados por computador são ajustados centenas de vezes por segundo de modo a corrigir a distorção causada pela atmosfera.

Esta imagem espetacular mostra Yepun [1], o quarto telescópio de 8,2 metros do Very Large Telescope do ESO (VLT), lançando um poderoso raio laser amarelo para o céu. O raio cria um ponto brilhante – uma estrela artificial – na atmosfera terrestre ao excitar uma camada de átomos de sódio a uma altitude de 90 km. Esta Estrela Guia Laser (LGS, sigla do inglês Laser Guide Star) faz parte do sistema de óptica adaptativa do VLT. A radiação refletida da estrela artificial é utilizada como referência para controlar os espelhos deformáveis e remover os efeitos das distorções atmosféricas, produzindo assim imagens astronômicas quase tão nítidas como se o telescópio estivesse no espaço.

O laser do Yepun não é a única coisa que brilha intensamente no céu. A Grande e Pequena Nuvens de Magalhães podem ser observadas, à esquerda e à direita do raio laser, respectivamente. Estas galáxias anãs irregulares próximas são objetos bastante proeminentes no hemisfério sul, podendo ser facilmente observadas a olho nu. A estrela brilhante na Grande Nuvem de Magalhães trata-se de Canopus, a estrela mais brilhante da constelação Carina, enquanto que a estrela que se encontra na parte superior direita da imagem é Achernar, a estrela mais brilhante na constelação Erídano.

Esta imagem foi obtida por Babak Tafreshi, um Embaixador Fotográfico do ESO.

Notas

[1] Os quatro telescópios do VLT têm nomes de objetos celestes na língua indígena mapuche, o mapudungun. Os telescópios chamam-se: Antu (UT1, o Sol), Kueyen (UT2, a Lua), Melipal (UT3, o Cruzeiro do Sul) e Yepun (UT4, Vênus).

Fonte:

http://www.eso.org/public/brazil/images/potw1225a/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.