O Instrumento VIIRS do Satélite NPP Mostra Os Primeiros Resultados


O instrumento chamado de Visible Infrared Imager Radiometer Suite, ou VIIRS a bordo do novo satélite americano de observação da Terra, NPP, adquiriu suas primeiras medidas no dia 21 de Novembro de 2011. A imagem acima mostra uma grande área da América do Norte, desde os Grandes Lagos até Cuba. A imagem completa, acessada ao clicar na imagem acima, mostra a cena completa da Baía Hudson até a costa norte da Venezuela.

O VIIRS coleta imagem radiométricas nos comprimentos de onda do visível e do infravermelho da parte terrestre, da atmosfera e dos oceanos do planeta Terra. “Essa imagem é um próximo passo a frente no sucesso do VIIRS e da missão do NPP”, disse James Gleason, cientista de projeto para o National Polar-orbiting Operational Environmental Satellite System Preparatory Project no Goddard Space Flight Center da NASA.

O NPP foi lançado no dia 28 de Outubro de 2011, e recentemente alcançou sua órbita final a uma altura de 824 quilômetros. A equipe de operações do satélite tem fornecido energia a todos os instrumentos e a sonda está agora viajando ao redor da Terra a uma velocidade de 8 km/s.

O VIIRS é o maior instrumento a bordo do NPP, pesando 252 quilogramas. Seus dados, coletados de 22 canais que varrem o espectro eletromagnético, serão usados para observar a superfície da Terra incluindo incêndios, gelo, oceano, cores, vegetação, nuvens e as temperaturas da terra e dos oceanos.

A equipe do NPP no Space Science and Engineering Center, na Universidade de Winscosin em Madison, criou a imagem acima usando três canais (vermelho, verde e azul) dos dados do VIIRS. Os dados originais, obtidos a partir da primeira órbita completa do NPP com o VIIRS completamente ligado, foram processados no NOAA Satellite Operations Facility.

“A tarefa agora para a comunidade científica é avaliar o desempenho do VIIRS e determinar a precisão dos seus dados”, disse Chris Justice, um professor de geografia na University of Maryland, que irá usar os dados do VIIRS em suas pesquisas. “Esses registros de dados de longo prazo são críticos para o monitoramento de como a superfície da Terra está mudando, seja devido a atividade humana ou devido às mudanças climáticas”.

Fonte:

http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=76481


Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.