fbpx

O Despertar do Sol

Após um longo período de atividade mínima, o Sol não está mais tão quieto. No dia 1 de Agosto de 2010, essa imagem do ultravioleta extremo do Sol feita pelo satélite da NASA Solar Dynamics Observatory capturou uma complexa atividade explosiva acontecendo no hemisfério norte do Sol. Essa imagem aqui reproduzida em cores falsas mostra o incandescente plasma solar com temperaturas que atingem entre 1 e 2 milhões de Kelvin. Juntamente com filamentos que estão em erupção, e proeminências solares, uma “pequena” labareda gerada na região ativa na parte esquerda da imagem foi acompanhada por uma Coronal Mass Ejection ou CME, que nada mais é do que uma nuvem com um bilhão de toneladas de partículas energéticas que são envidas direto ao planeta Terra. Fazendo a viagem de 93 milhões de milhas em apenas dois dias, o CME impactou a magnetosfera da Terra disparando uma tempestade geomagnética e como já vimos aqui nesse blog em inúmeros posts auroras tanto no pólo sul como no pólo norte foram geradas.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap100806.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .