O Cometa Azul e as Hiades

As estrelas do aglomerado das Hiades se espalham nesse belo mosaico que se expande por mais de 5 graus no céu na direção da constelação de Touro. Atualmente cruzando o Sistema Solar, o cometa com tonalidade azulada, o C/2016 R2 PanSTARRS é colocado nessa visão de campo amplo, usando uma imagem feita em 12 de Janeiro de 2018. Na imagem pode-se destacar ainda o fato da ponta do V das Hiades estar na parte central superior da imagem, e a brilhante Aldebaran, a estrela alfa da constelação do Touro, pode ser vista no canto inferior direito da imagem com sua intensa coloração laranja, embora no céu ela apareça com essa cor, Aldebaran é uma estrela classificada como uma gigante vermelha fria. Enquanto que as estrelas das Hiades estão localizadas a aproximadamente 151 anos-luz de distância da Terra, a estrela Aldebaran está a 65 anos-luz de distância do nosso planeta, e portanto é bem separada do aglomerado, embora aparentemente pareça fazer parte dele. No dia 12 de Janeiro de 2018, o C/2016 R2 estava a mais de 17 minutos-luz de distância da Terra, e aproximadamente 24 minutos-luz de distância do Sol. Sua cauda azulada se deve principalmente ao gás CO+ fluorescente na presença da luz do Sol, já a cabeça, ou coma do cometa, aparece com uma tonalidade levemente esverdeada, devido à emissão de carbono diatômico.

Fonte:

https://apod.nasa.gov/apod/ap180118.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.