fbpx
29 de fevereiro de 2024

O Céu Noturno No Platô de Chajnantor Acima das Antenas do ALMA


De uma altitude de mais de 5000 metros, a visão que se tem do céu noturno a partir do platô de Chajnator nos Andes Chilenos é de tirar o fôlego. A atmosfera rarefeita desse local totalmente escuro tem aproximadamente 50% do nível de pressão que se encontra ao nível dos mares, além de ser extremamente seco. Essas condições fazem com que o local seja ideal para o Atacama Large Millimiter/submillimeter Array (ALMA), desenhado para explorar o universo em comprimentos de onda mais de 1000 vezes maiores do que o comprimento de onda da luz visível. Perto do centro dessa cena panorâmica, as antenas de 7 e 12 metros de diâmetro do ALMA são iluminadas por uma Lua jovem aninhada no arco da Via Láctea. As configurações das antenas do ALMA têm como objetivo atingirem uma resolução comparável a de telescópios espaciais usando para isso a técnica de interferometria, onde as informações de vários instrumentos são combinadas gerando um único resultado final. Na imagem acima ainda pode-se ver, à esquerda o rastro deixado por um meteoro e as galáxias satélites da Via Láctea, a Grande (parte inferior) e a Pequena Nuvem de Magalhães enfeitam a noite.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap111123.html


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo