fbpx

O Buraco Negro do Centro da Via Láctea Observado pelo NuSTAR

No centro da nossa galáxia, a apenas 27000 anos-luz de distância, está um buraco negro com 4 milhões de vezes a massa do Sol. Conhecido como Sagittarius A* (pronuncia-se A-estrela), o buraco negro da Via Láctea tem felizmente um tamanho mediano se comparado com buracos negros de galáxias ativas distantes, consumindo de maneira muito mais calma o material ao seu redor. De vez em quando ele brilha soltando uma explosão. Uma recente explosão durou algumas horas e foi capturada nessa série de imagens de raios-X obtidas pelo satélite Nuclear Spectroscopic Telescope Array, ou NuSTAR. Lançado no último dia 13 de Junho de 2012, o NuSTAR é o primeiro instrumento a fornecer visões detalhadas da área ao redor de Sgr A* nas energias raios-X mais altas do que aquelas acessíveis pelos observatórios Chandra e XMM. Registrada por dois dias de observações feitas com o NuSTAR, a recente sequência de explosões é ilustrada nos painéis mais à direita. Os raios-X são gerados pelo material aquecido a mais de 100 milhões de graus Celsius, acelerado até perto da velocidade da luz à medida que ele cai em direção ao buraco negro central da Via Láctea. A imagem detalhada principal de raios-X se espalha por 100 anos-luz. Nessa imagem, a região brilhante branca representa o material mais quente mais próximo do buraco negro, enquanto a nuvem rosada provavelmente pertence a uma remanescente de supernova localizada próxima.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap121102.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .