O Asteroide Que Passou Mais Próximo da Terra Já Detectado

Os astrônomos identificaram um asteroide que fez a passagem mais próxima da Terra já registrada, e ele só foi registrado depois de ter passado pela Terra. O objeto triscou a atmosfera da Terra, e passou perto o suficiente para ter tido sua órbita altera gravidade do planeta.

No dia 16 de agosto de 2020, um asteroide designado 2020 QG passou a apenas 1950 km de distância da superfície da Terra. Essa distância está dentro da altura de muitos satélites, e passou quase que duas vezes mais próximo da Terra, do que o recordista anterior, o 2011 CQ1. Lógico que esse recorde inclui os objetos que passaram perto da Terra, mas sem colidir com o planeta.

Dito isso, se caso o 2020 QG tivesse batido na Terra, não teria causado nenhum problema, isso porque ele mede somente entre 3 a 6 metros de largura, o que significa que ele iria queimar totalmente na atmosfera do nosso planeta. Ainda assim, é um pouco preocupante, que os astrônomos só tenham detectado o asteroide depois dele ter passado pela Terra, e isso destaca o quanto é importante que os telescópios no nosso planeta continuem observando os céus procurando por objetos que muitas vezes são bem maiores que esse.

O asteroide 2020 QG foi descoberto pelo Zwicky Transient Facility, ou ZTF, que é especializado em identificar eventos transientes, como supernovas e objetos que se movem como asteroides. Os asteroides aparecem como riscos nas imagens, já que cruzam o céu a uma alta velocidade. O telescópio vasculha todo céu do hemisfério norte da Terra a cada 3 noites criando cerca de 100 mil imagens. Existe um poderoso algoritmo de machine learning que é executado antes que os mais promissores candidatos sejam passados para os humanos poderem realizar as análises.

Muitos dos rastros detectados são satélites, mas é possível rapidamente ser decidido e então separar os asteroides. Esse último asteroide encontrado demonstra que o ZTF pode ser usado para localizar objetos muito próximos da Terra e que podem ter uma trajetória de impacto potencial.

A equipe de astrônomos que executou a descoberta, enviou tudo para o Minor Planet Center da União Astronômica Internacional, o que poderá ajudar os astrônomos em todo o mundo a rastrear o 2020 QG e aprender mais sobre o asteroide.

Fonte:

https://newatlas.com/space/closest-earth-asteroid-2020qg/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.