fbpx

O Anel Perdido da Cratera Alexander na Lua

Alexander foi um grande imperador, mas sua cratera dificilmente segue seu legado. A cratera Alexander exibe uma falha comum em muitas crateras antigas, ou seja, ela tem quase que metade de seu anel perdido. Para onde o anel da cratera foi? No caso da Imbrium ela perdeu uma parte de seu anel norte e oeste, em uma escala menor a Alexander perdeu a parte nordeste de seu anel. O assoalho leste da Alexander é coberto por colinas formadas provavelmente por material ejetado tanto da Imbrium como da Eudoxus (na parte central superior). O material ejetado não soterrou o anel e provavelmente não o triturou. No lado sul o anel vagarosamente fica mais baixo, mas na parte norte o anel para de oram abrupta, aqui cabe uma pergunta: o que gera essas diferenças? Algumas crateras, como  a Iridum e alguma ao redor da Straight Wall, têm aparentemente sido falhadas dentro de uma bacia de subsidência, mas esse não é o caso da Alexander. Assim sendo o que explica o anel perdido da Cratera Alexander na Lua?

Fonte:

http://lpod.wikispaces.com/August+30%2C+2012

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .