NOSSA VISÃO MAIS PROFUNDA DO CÉU EM RAIOS-X | SPACE TODAY TV EP2243

OUÇA O MAIS NOVO EPISÓDIO DO PODCAST HORIZONTE DE EVENTOS:

https://www.spreaker.com/episode/29730878

ENTRE NA COMUNIDADE SPARKLE DO SPACE TODAY NO HOTMART:

https://sparkle.onelink.me/twwu/spacetoday

——————————————————————–
VISITE A LOJA DO SPACE TODAY:

https://www.spacetodaystore.com

——————————————————————–

SEJA MEMBRO DO SPACE TODAY E AJUDE COM A CRIAÇÃO DE CONTEÚDO SÉRIA NA ÁREA DE ASTRONOMIA:

https://www.patreon.com/spacetoday

https://apoia.se/spacetoday

https://www.youtube.com/channel/UC_Fk7hHbl7vv_7K8tYqJd5A/join

——————————————————————–

Não sei se todos vão lembrar, mas lá, no dia 13 de julho de 2019, eu transmiti o lançamento de uma missão e eu dizia que ela iria revolucionar a maneira como observamos o universo.

A missão era a eROSITA, um novo observatório de raios-X, muito poderoso que na verdade é uma missão conjunta da Alemanha com a Rússia.

A missão toda possui dois grandes observatórios de raios-X, e no momento do lançamento eu falei muito que seria a melhor pesquisa de raios-X já feita do nosso universo.

E hoje, sabe o que aconteceu?

A eROSITA lançou a primeira imagem de todo o céu em raios-X, na verdade, a imagem mais profunda do céu em raios-X já feita na história.

Mas por que estudar os raios-X?

Estudar o universo nesse comprimento de onda é muito importante, pois esse comprimento de onda nos dá pistas importantes sobre o que chamamos de universo quente.

Núcleos ativos de galáxias, aglomerados de galáxias, remanescentes de supernovas, fontes de raios-X que podem estar relacionadas com buraco negros, estrelas de nêutrons, tudo isso é o que podemos ver em imagens de raios-X.

Foram coletados e transferidos 165Gb de dados obtidos com os 7 telescópios da eROSITA, e com isso os pesquisadores puderam montar a imagem mais profunda e completa do céu em raios-X.

A imagem é 4 vezes mais profunda do que a obtida com o ROSAT a cerca de 30 anos atrás, tem 10 vezes mais fontes, o que é basicamente o mesmo tanto que foi descoberto no passado por todos os telescópios de raios-X.

O mapa apresenta cerca de 1 milhão de fontes de raios-X.

Olhando fora do corpo da nossa galáxia, a maior parte das fontes detectadas pelo eROSITA são núcleos ativos de galáxias, buracos negros supermassivos em distâncias cosmológicas, aglomerados de galáxias e halos de raios-X causados por grandes concentrações de matéria escura.

A pesquisa também é um tesouro de raros fenômenos exóticos, incluindo transientes e variáveis, como flares de objetos compactos, fusões de estrelas de nêutrons e estrelas sendo engolidas por buracos negros.

Enquanto a equipe está debruçada sobre o mapa buscando o significado cosmológico de tudo que está ali, o telescópio continua varrendo o céu em raios-X, e está agora realizando a segunda pesquisa completa do céu que será completada no final de 2020.

No final dos próximoas 3.5 anos, 7 mapas parecidos com esse serão liberados, e poderão então ser usados por astrofísicos e cosmologistas por décadas.

com esse mapa feito nos seus primeiros seis meses de trabalho o eROSITA já revoluionou a astronomia de raios-X.

Os astrônomos já têm agora umvolume cosmológico de dados do universo quente bem maior do que tinha antes do eROSITA.

Mas ainda tem muita coisa boa pela frente.

A ideia do eROSITA é pesquisar o universo de forma bem profunda, ir atrás dos locais onde as gigantescas estruturas cósmicas e os buracos negros supermassivos se formaram.

Fonte:

http://www.mpe.mpg.de/7461761/news20200619

#EROSITA #XRAY #SPACETODAY

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo