NASA PRETENDE LANÇAR DOIS MÓDULOS DA GATEWAY CONSTRUÍDOS E MONTADOS EM TERRA NO FALCON HEAVY

Na última semana a NASA anunciou 3 companhias para desenvolver Landers Lunares como parte do Programa Artemis. Mas a agência espacial não disse muito sobre outra grande parte do seu programa de retorno para a Lua, a Lunar Gateway, que servirá como uma pequena estação que será usada para conduzir experimentos científicos. Ela também será usada como um ponto de parada para abastecimento e como um habitat temporário para os seres humanos.

A prioridade da Casa Branca é pousar o ser humano na Lua em 2024, e atualmente a agência espacial está trabalhando nos detalhes de como isso irá acontecer. Um aspecto dos trabalhos sobre os landers lunares, a NASA e as empresas irão gastar os próximos 10 meses finalizando seus planos, e a partir desse processo eles irão determinar a maneira mais rápida e melhor para chegar até a Lua em 2024.

Isso poderia envolver o primeiro pouso na Lua, partindo da Gateway, na alta órbita lunar, ou talvez não. Mas os oficiais da NASA disseram que a Gateway era uma parte essencial dos planos de longo prazo da NASA não somente para fazer o homem retornar para a Lua, mas também para fazer isso de forma sustentável.

A programação atual da NASA pretende lançar o núcleo da Gateway em 2023. Os oficiais da NASA também confirmaram que os dois primeiros elementos da Gateway serão lançados como uma unidade integrada. Isso significa que o Elemento de Propulsão E Energia construído pela Maxar e o Posto de Habitação e Logística construído pela Northrop Grumman, serão montados em Terra, de forma conjunta e então lançados ao espaço num foguete comercial.

Pela lei, esse lançamento precisa ser decidido de forma competitiva. Mas a NASA já estudou a maneira de garantir o lançamento da Gateway de forma combinada, e só tem um foguete hoje capaz de fazer isso, o Falcon Heavy da SpaceX.

Nós temos certeza que isso pode ser feito com o Falcon Heavy. O veículo lançador ainda não foi escolhido, mas nós temos que ter certeza que exista pelo menos um veículo para fazer isso. E os oficiais da NASA sabem que o Falcon Heavy pode fazer isso, e eles sabem disso, pois em um encontro com o Departamento de Defesa, a SpaceX deixou claro que pode fazer uma coifa estendida para o Falcon Heavy.

A montagem dos dois elementos iniciais da Gateway em solo reduz o risco e economiza dinheiro. Isso cria uma fundação muito melhor para o futuro, e os oficiais da NASA estão muito animados se isso realmente acontece. Eles ainda completaram que a NASA continuará trabalhando com parceiros internacionais para construir os outros módulos da Gateway.

A Gateway terá o International-HAB, que é chamado de I-HAB, que é um módulo que será feito em colaboração entre a ESA e a JAXA. O Canadá irá fornecer o braço robótico que certamente será bem maior que o da ISS e com uma capacidade de movimentos também diferenciada. Um elemento que ainda está em discussão é o airlock, e a ROSCOSMOS deve ficar responsável por isso. Ou seja, a Gateway é uma ISS só que ao invés de ficar na órbita baixa da Terra, ficará perto da Lua.

Esses elementos serão provavelmente levados até a Gateway em algum momento durante a segunda metade dos anos 2020, tudo isso depende de muitos fatores, como o desenvolvimento, os parceiros, o financiamento e da própria Gateway estar preparada. Vamos aguardar!!!

Fonte:

https://arstechnica.com/science/2020/05/nasa-planning-to-launch-an-integrated-lunar-gateway-in-2023/

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.