fbpx

MyCn18: A Nebulosa Planetária da Ampulheta

Nessa imagem que mostra uma nebulosa planetária na forma de uma ampulheta, a areia que mede o passar do tempo parece correr a partir da estrela central. Com seu combustível nuclear exaurido, sua breve, e espetacular última fase da vida de uma estrela parecida com o Sol ocorre à medida que suas camadas externas são ejetadas, seu centro se torna então uma estrela do tipo anã branca, fria e apagada. Em 1995, os astrônomos usaram o Telescópio Espacial Hubble para fazer uma série de imagens de nebulosas planetárias, incluindo essa acima. Aqui, delicados anéis de gás brilhante e colorido (nitrogênio em vermelho, hidrogênio em verde e oxigênio em azul), delimitam as tênues paredes da ampulheta. A nitidez e qualidade sem precedentes das imagens do Hubble revelam detalhes surpreendentes do processo de ejeção da nebulosa que estão ajudando a resolver os impressionantes mistérios das complexas formas e simetrias das nebulosas planetárias.

Fonte:

http://apod.nasa.gov/apod/ap110807.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .