fbpx
27 de fevereiro de 2024

Messier 54: O Primeiro Aglomerado Globular Fora da Via Láctea É Fotografado Pelo Hubble


O objeto mostrado nessa bela imagem do Hubble é chamado de Messier 54, ou M54, e poderia ser apenas mais um aglomerado globular, mas esse denso grupo apagado de estrelas de fato é o primeiro aglomerado globular descoberto fora da nossa galáxia. Descoberto pelo famoso astrônomo Charles Messier em 1778, o Messier 54 pertence à galáxia satélite da Via Láctea chamada de Galáxia Elíptica Anã de Sagittarius.

Messier não tinha ideia do significado de sua descoberta quando ela foi realizada, e na verdade até dois séculos depois, em 1994, foi quando os astrônomos descobriram que o Messier 54 fazia parte de uma galáxia miniatura e não da nossa. As estimativas atuais indicam que a galáxia anã de Sagittarius, e juntamente o aglomerado estão situados a 90000 anos-luz de distância, uma distância três vezes maior do que a distância entre o nosso Sistema Solar e o centro da Via Láctea.

Ironicamente, mesmo apesar desse aglomerado globular ser agora entendido como estando localizado fora da Via Láctea, ele fará parte da nossa galáxia no futuro. A forte força gravitacional da nossa galáxia está vagarosamente puxando e engolfando a galáxia anã de Sagittarius, que eventualmente se fundirá com a Via Láctea criando uma galáxia muito maior.

A imagem acima é composta pela combinação de imagens feitas com o Wide Field Channel da Advanced Camera for Surveys do Hubble. Para gerar essa imagem, a luz passou através do fito amarelo-laranja (F606W) e foi colorida de azul e pela luz passando através do filtro infravermelho próximo (F814W) e foi colorida de vermelho. Os tempos totais de exposições foram de 3460s e 3560s respectivamente e o campo de visão dessa imagem é de aproximadamente 3.4 x 3.4 arcos de minuto.

Fonte:

http://www.spacetelescope.org/images/potw1145a/


Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo