Japão Lança o Robô Falante Kirobo Ao Espaço Juntamente Com 3 Toneladas de Suprimentos Para a ISS

kirobo_01

observatory_150105O robô espacial Kirobo é uma pessoa mecânica pequena com 34 centímetros de altura que foi construído para conversar com os astronautas em longas viagens espaciais. O robô, e sua contrapartida em Terra Mirata, são parte do Kibo Robot Project, que tem como objetivo estudar a interação entre humanos e os robôs. O Kirobo fala japonês e espera-se que fale com o astronauta da JAXA, Koichi Wakata, quando ele chegar na ISS em Novembro.

Kibo, que significa esperança em japonês, é o nome do módulo laboratorial de pesquisa do Japão a bordo da ISS. O nome Kirobo é uma junção do Kibo e da palavra robô, disseram os oficiais do projeto.

Kirobo e Mirata foram construídos pelos cientistas e engenheiros no Centro de Pesquisa para Ciência Avançada e Tecnologia da Universidade de Tóquio. Ambos os robôs são equipados com tecnologia para o reconhecimento de voz e reconhecimento de face, bem como com uma câmera, reconhecimento de emoções e processamento natural da linguagem. A Toyota Motor Corp., Robo Garage e a companhia de relações públicas Dentsu Inc. são os parceiros no Kibo Robot Project.

“Eu quero ajudar a criar um mundo onde os humanos e robôs possam viver juntos”, disse o Kirobo, quando perguntado sobre o seu sonho por um oficial da Toyota Motor Corp., durante a conferência de imprensa que revelou o Kibo Robot Project no final do mês de Junho.

kirobo_02

Você pode seguir a missão do Kirobo online, via Twitter usando o nome @Kibo_robo.

O Kirobo é apenas uma peça da carga entre os milhares de quilogramas que foram lançados em direção à ISS a bordo da nave HTV-4 do Japão. Entre as 3.5 toneladas de carga a bordo, estão, cerca de 852 quilogramas de peças de reparos e de novos equipamentos para experimentos que serão acoplados do lado de fora da ISS.

“Entre os itens dentro do carregador logístico pressurizado da Kouonotori, estão amostras para teste, para experimentos científicos dentro do laboratório Kibo, um novo congelador, capaz de preservar os materiais a temperaturas abaixo dos -90 graus F, quatro pequenos satélites do tipo CubeSat para serem lançados pela escotilha do Kibo, bem como comida, água e outros suprimentos para a tripulação da ISS”, disseram os oficiais da NASA. “A seção pressurizada também estará entregando novos equipamentos para a Robotic Refueling Mission para demonstrar ferramentas robóticas de serviço de satélites, tecnologias e técnicas”.

kirobo_03

Essa é a quarta missão para o programa HTV da JAXA (o nome é mnemônico para H-2 Transfer Vehicle) desde 2009. A sonda cilíndrica foi construída para suportar 6 toneladas de carga até a ISS e então pode ser descartada no final da missão.

A nave HTV também chamada de Kounotori (a palavra japonesa para Cegonha Branca) e tem 10 metros de altura por 4.4. metros de largura. Essas naves carregam suprimentos e equipamentos em seu interior, uma seção pressurizada, que os astronautas podem acessar depois que o veículo se acopla com a ISS. Essa nave também tem uma seção não pressurizada que pode ser acessada via braço robótico da ISS para recolher as peças e outros equipamentos grandes que podem ser guardados na parte exterior do laboratório orbital.

Todas as naves HTV da JAXA foram desenhadas para serem capturadas e usadas pelos astronautas através do braço espacial robótico da estação. Depois que a nave HTV é capturada, ela é então acoplada a um ponto de abertura do laboratório orbital. Os astronautas da NASA Karen Nyberg e Chris Cassidy controlarão o braço robótico da ISS para poder capturar a nave HTV-4 no dia 9 de Agosto de 2013.

kirobo_04

A nave HTV do Japão é uma das poucas naves robóticas que faz voos regulares para a ISS. A nave não tripulada russa Progress e os Automated Transfer Vehicles construídos pela Agência Espacial Europeia também fazem entregas periódicas.

Duas companhias privadas norte-americanas também têm contratos multi-bilionários com a NASA para fornecer a entrega de carga de maneira robótica para a ISS.

kirobo_05

A empresa SpaceX baseada em Hawthorne, na Califórnia já lançou duas das 12 naves de entrega planejadas para a NASA usando as cápsulas espaciais Dragon como parte do acordo de 1.6 bilhões de dólares com a agência espacial norte-americana. Diferente de todas as outras naves de carga robóticas servindo a ISS, as cápsulas Dragon da SpaceX podem também retornar equipamentos e experimentos para a Terra.

A NASA também tem um contrato de 1.9 bilhões de dólares com a empresa Orbital Sciences Corp. baseada em Dulles, Va., para no mínimo 8 voos de entrega usando o nvo foguete Antares da companhia e a nave Cygnus. O foguete Antares fez seu primeiro voo de teste em Abril e está sendo preparado para o lançamento que fará com que a nave Cygnus faça uma entrega para a ISS em meados de Setembro.

A Estação Espacial Internacional é atualmente o lar para seis astronautas representando três diferentes países e agências espaciais. Sua tripulação da Expedição 36 consiste de três cosmonautas russos, dois astronautas americanos, e um astronauta italiano representando a ESA.

Fonte:

http://www.space.com/22235-japan-launches-talking-space-robot-astronaut.html

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo