Instrumento LOLA da Sonda LRO Mede a Inclinação das Feições Próximas do Polo Sul da Lua

O instrumento chamado de Lunar Orbiter Laser Altimeter, ou LOLA, e que viaja a bordo da sonda Lunar Reconnaissance Orbiter, ou LRO, emite pulsos laser em direção à superfície da Lua a partir da órbita que descreve ao redor do nosso satélite. Esses pulsos refletem na Lua e retornam para a LRO, fornecendo assim aos cientistas medidas da distância da sonda até a superfície da Lua. À medida que a sonda LRO orbita a Lua, o LOLA, mede a forma da superfície lunar, nessa medida da forma estão incluídas informações sobre a elevação das feições da superfície da Lua e também medidas sobre a inclinação dessas feições.

O pulso laser emitido pelo LOLA é dividido em 5 feixes que atingem a superfície da Lua formando um padrão de estrela. Os pulsos refletidos desses feixes fornecem 5 perfis paralelos ao longo da superfície diretamente abaixo da sonda LRO. Esse padrão permite aos cientistas calcularem a inclinação das feições na superfície da Lua, em variadas direções em escalas de aproximadamente 25 metros.

A imagem acima, mostra as inclinações das feições encontradas próximas do polo sul da Lua, na latitude de 75 graus sul. As áreas em vermelho brilhante para o branco possuem as maiores inclinações, 25 graus ou mais, enquanto que as áreas em azul escuro para roxo possuem as menores inclinações, 5 graus ou menos. As inclinações mais íngremes são encontradas nos anéis das crateras de impacto, que aparecem como feições circulares brilhantes através da imagem.

Fonte:

http://lunar.gsfc.nasa.gov/lola/feature-20110705.html

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.