Instrumento AIRS da NASA Mapeia o Monóxido de Carbono Gerado nos Incêndios do Brasil

Novos dados adquiridos pelo Atmospheric Infrared Sounder da NASA, o AIRS, que fica a bordo do satélite Aqua, mostra a movimentação na alta atmosfera do monóxido de carbono associado com os incêndios da região amazônica do Brasil.

Essa série temporal mapeia o monóxido de carbono a uma altitude de 5500 metros de 8 a 22 de Agosto de 2019. À medida que a série progride, a pluma de monóxido de carbono cresce no noroeste da região amazônica e então deriva numa pluma mais concentrada em direção a parte sudeste do país.

Cada “dia” na série é feito de uma média de três dias de medidas, uma técnica que é usada para eliminar possíveis faltas de dados. As áreas em verde indicam concentrações de monóxido de carbono em aproximadamente 100 partes por bilhão, em amarelo concentrações de 120 partes por bilhão e em vermelho cerca de 160 partes por bilhão. Valores locais podem ser ainda maiores.

Sendo um poluente que viaja grandes distâncias, o monóxido de carbono pode persistir na atmosfera por cerca de 1 mês. Na altura mapeada dessas imagens, o gás tem pouco efeito no ar que respiramos, contudo, ventos fortes carregam o monóxido de carbono para níveis mais baixos onde ele pode ter um grande impacto na qualidade do ar. O monóxido de carbono tem um papel importante tanto na poluição do ar como na mudança climática.

O instrumento AIRS junto com o Advanced Microwave Sounding Unit, ou AMSU, são sensíveis às emissões de radiação infravermelha e em microondas da Terra para poder fornecer uma imagem tridimensional do clima da Terra. Com mais de 2000 canais sensíveis a diferentes regiões da atmosfera, o instrumento cria um mapa global tridimensional da temperatura atmosférica e da humidade, da quantidade de nuvens e das altitudes, das concentrações dos gases de efeito estufa e de muitos outros fenômenos atmosféricos.

Os instrumentos AIRS e AMSU são gerenciados pelo Jet Propulsion Laboratory, o JPL da NASA em Pasadena na Califórnia. O JPL é uma divisão do Caltech.

Mais informações sobre o AIRS podem ser encontradas em:

https://airs.jpl.nasa.gov

Fonte:

https://www.nasa.gov/feature/jpl/nasas-airs-maps-carbon-monoxide-from-brazil-fires

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.