fbpx

Infográfico Explica o Cinturão de Asteroides do Sistema Solar

Os asteroides são pequenos, metálicos ou rochosos em composição, e não têm atmosfera. A maior parte dos asteroides orbitam o Sol dentro de um vasto cinturão localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter: O Cinturão de Asteroides. Milhões de asteroides tem menos de 1 km de diâmetro, mas existem alguns que são muito maiores. O maior deles, Ceres, tem 950 km de diâmetro.

O primeiro asteroide foi descoberto em 1801. Os asteroides podem ser classificados em três grandes categorias. Os bem escuros são os asteroides carbonáceos do Tipo C e representam 75% de todos os asteroides catalogados. O segundo maior grupo é conheciso como o Tipo S os asteroides rochosos ou silicatos, que representam 17% do total. Os asteroides do Tipo M, são os metálicos e brilhantes composots na sua maioria por ferro.

Embora grande parte dos asteroides estejam localizados no cinturão de asteroides, eles podem ser encontrados por todo o Sistema Solar. Os que têm uma órbita que passa relativamente perto da Terra são conhecidos como os Near-Earth-Asteroids (NEAs). Eles têm o potencial de algum dia se chocarem com o nosso planeta.

Acredita-se que os asteroides sejam formados na sua maioria por material da formação do Sistema Solar. A influência gravitacional do planeta Júpiter evitou que esse material se unisse para formar um planeta. Se toda a massa de todos os asteroides conhecidos fosse unida num só objeeto, ela formaria um planeta anão com 1500 quilômetros de diâmetro, ou seja, um objeto com menos da metade do diâmetro da nossa Lua.

Fonte:

http://www.space.com/15948-asteroid-belt-space-rocks-infographic.html

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .