fbpx
27 de fevereiro de 2024

Índia Divulga As Primeiras Imagens do Sol Feitas Pela Sonda Aditya-L1

O instrumento Solar Ultraviolet Imaging Telescope que viaja a bordo da sonda indiana solar Aditya-L1 registrou recentemente a sua primeira imagem do disco solar completo no comprimento de onda do ultravioleta próximo.

Esse é um grande marco no estudo e na observação do Sol, e só para lembrar para vocês foi realizado pela Índia.

As imagens pioneiras do nosso astro rei que foram feitas em comprimentos de onda entre 200 a 400 nanômetros, oferece uma visão sem precedentes da fotosfera e da cromosfera do Sol, a fotosfera é a o que chamamos de superfície solar, e a cromosfera é a camada transparente logo acima da fotosfera.

Essas camadas são cruciais para o nosso entendimento sobre vários fenômenos solares incluindo as manchas solares, as flares e as proeminências solares, que podem ter um efeito importante no clima espacial e até mesmo no clima terrestre.

O SUIT como é chamado foi ligado no dia 20 de novembro de 2023, e depois da fase de pré-comissionamento, ele conseguiu registrar suas primeiras imagens científicas em 6 de dezembro de 2023.

O telescópio utiliza 11 diferentes filtros para fornecer observações detalhadas da atmosfera solar, revelando feições como as manchas solares, as regiões ativas, e as porções mais calmas do Sol. Esses filtros permitem que os cientistas possam estudar o acoplamento dinâmico da atmosfera solar magnetizada e os efeitos da radiação solar no clima da Terra.

O SUIT foi desenvolvido por uma equipe composta por 50 cientistas, pesquisadores e estudantes da Inter-University Centre for Astronomy and Astrophysics, o IUCAA de Pune e ele é um dos 11 instrumentos a bordo da sonda indiana Aditya-L1.

A missão tem como objetivo endereçar questões centrais sobre a propagação de energia da fotosfera para a cromosfera e além, o que gera esses eventos solares dinâmicos e a cinemática inicial da erupção de proeminências solares.

Os dados coletados pelo SUIT irão revolucionar a nossa compreensão sobre a dinâmica atmosférica solar, nos dando a chance de entender melhor o complicado acoplamento e os mecanismos de transferência de energia existentes entre as camadas do Sol.

As imagens registradas das diferentes alturas da atmosfera do Sol pelo SUIT também irão contribuir para o nosso entendimento sobre a relação do clima solar e do potencial impacto da radiação ultravioleta nos riscos de câncer de pele.

À medida que a sonda Aditya-L1 continua sua jornada até o Ponto de Lagrange L1, a comunidade científica vem desfrutando das primeiras imagens obtidas pela sonda.

A ISRO, a famosa NASA indiana, disse que as observações feitas pelo SUIT irão ajudar os cientistas a estudarem a dinâmica do acoplamento da atmosfera solar magnetizada e assim conseguir criar restrições sobre o efeito da radiação colar no clima da Terra.

A sonda indiana vem num excelente momento, o Sol caminha para o máximo do seu ciclo de 11 anos e ter a disposição um instrumento como esse é de fundamental importância para que possamos continuar monitorando o Sol, entendendo melhor os seus fenômenos e assim possamos nos preparar para determinados efeitos.

Fonte:

https://www.indiatoday.in/science/story/isro-aditya-l-1-captures-the-sun-full-disk-see-first-picture-here-2473741-2023-12-08

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo