fbpx
29 de fevereiro de 2024

Imagens Mostra O Albedo e a Topografia da Região da Cratera Claudia no Asteroide Vesta


As imagens acima foram feitas pela câmera de enquadramento da sonda Dawn da NASA e mostram a cratera Claudia (marcada com uma seta) e a região ao redor no asteroide Vesta. A cratera Claudia é usada para definir o ponto de 0? de longitude no Vesta. A cratera Claudia foi escolhida para isso por muitas razões. Primeiramente, ela se encontra numa longitude no Vesta que não possui muitas feições significantes e proeminentes. A região onde o 0? de longitude é definido será dividido em dois e é importante não ter nenhuma feição significante ou proeminente próximo. Em segundo lugar, a cratera Claudia está localizada perto do equador do Vesta e é uma cratera pequena, com aproximadamente 700 metros de diâmetro desse modo isso aumenta a precisão  da localização do ponto de 0? de longitude. Em terceiro lugar essa cratera embora pequena é razoavelmente fácil de ser identificada. Para encontrá-la, primeiro devemos encontrar a cratera maior com 15 km de diâmetro com uma cratera um pouco menor com 5 km de diâmetro em seu anel. Então devemos encontrar uma cratera dupla, degradada com 5km e 10 km de diâmetro. Essas crateras duplas tem uma pequena cratera com menos de 1 km de diâmetro em seu anel. A cratera Claudia então, se encontra a aproximadamente 3 km para oeste dessa cratera. A imagem da esquerda mostrada acima é uma imagem de albedo feita diretamente através do filtro limpo da câmera de enquadramento e mostra a razão entre feições brilhantes e escuras na superfície do Vesta. A imagem a direita usa como base a imagem de albedo mas é então colorida com cores que representam a altura das feições topográficas dessa região do Vesta. A topografia é calculada a partir de um conjunto de imagens que forma feitas observando a mesma região a partir de diferentes ângulos permitindo assim uma reconstrução estereográfica da região observada. As diferentes cores, como já dito, correspondem às alturas das feições na imagem. As áreas em branco e vermelho através do centro da imagem são as áreas mais altas e as áreas em azul e verde na parte superior e inferior da imagem são as áreas mais baixas.

Essas imagens foram feitas no quadrante Oppia do asteroide Vesta e centrada nas coordenadas 0.4?S, 357.9?E. A sonda Dawn da NASA obteve essa imagem no dia 30 de Outubro de 2011. Essa imagem foi feita através do filtro limpo da câmera. A distância da sonda Dawn até o Vesta no momento da imagem era de 700 km e a imagem tem uma resolução de aproximadamente 70 metros por pixel. Essa imagem foi adquirida durante a fase HAMO (High Altitude Mapping Orbit) da missão Dawn na órbita do asteroide Vesta. As imagens foram projetadas em mapa por meio da Lambert-azimutal.

Fonte:

http://dawn.jpl.nasa.gov/multimedia/imageoftheday/image.asp?date=20111206



Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo