Imagem Mostra Belo Halo do Sol Fotografado no Tibet


O halo particularmente colorido mostrado acima foi fotografado no Lago Yamdrok Tso no Tibet em 29 de Outubro de 2011. Esse é um halo de 22 graus, o raio do anel interno para o Sol. Esse é o mais observável dos halos circulares. Cristais de gelo hexagonais, aleatoriamente orientados, localizados em nuvens do tipo cirros são responsáveis pela formação do halo. Após entrar em uma das faces laterais do cristal, a luz do Sol, ou da Lua, é refratada por 22 graus, o ângulo de mínimo desvio, antes de sair pela face lateral oposta do mesmo cristal. Pode-se notar que a área escurecida dentro do halo é similar à região escura entre os arco-íris primários e secundários, conhecida como faixa escura de Alexander. Nessa região do céu, a luz não pode ser espalhada somente pela refração. Os anéis parecidos com arco-íris na parte de dentro do halo são artefatos ópticos gerados pela lente da máquina que fez a foto acima. 

Fonte:

http://epod.usra.edu/blog/2011/11/tibetan-halo.html


Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.