IC 418 – A Nebulosa do Espirógrafo

The Spirograph Nebula

observatory_150105Brilhando como uma joia multi-facetada, a nebulosa planetária IC 418, localiza-se a aproximadamente 2000 anos-luz de distância da Terra na constelação de Lepus. Nessa imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble, a nebulosa revela texturas impressionantes. A origem de toda essa complexidade ainda é desconhecida.

É conhecida também com o nome de Nebulosa do Espirógrafo, pela sua forma lembra os desenhos geométricos que se realizam com um espirógrafo.

A imagem da nebulosa obtida com o Telescópio Espacial Hubble permite diferenciar a emissão de nitrogênio ionizado -o gás mais afastado do núcleo e o menos quente-, a emissão dehidrogênio -na parte intermédia-, e a emissão de oxigênio ionizado -o gás mais quente e o mais próximo do núcleo.

No centro da nebulosa encontra-se uma estrela nas etapas finais da sua evolução estelar, a qual, até há poucos milhares de anos, era uma gigante vermelha. Ejetou as suas camadas exteriores para o espaço formando a nebulosa, cujo diâmetro atual é de 0,3 anos luz.2 O remanente estelar que atualmente é o núcleo da estrela emite radiação ultravioleta provocando a fluorescência do gás que o rodeia. Com o transcurso do tempo a nebulosa ir-se-á dispersando no espaço, ficando no que foi o seu centro uma anã branca, que devagar se irá esfriando.

Fonte:

http://www.wired.com/wiredscience/2013/01/space-photo-of-the-day-2?pid=7192

alma_modificado_rodape105

Sérgio Sacani

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.