fbpx
22 de fevereiro de 2024

Hydra Surge Das Sombras

nh-hydra_1_0

Desde a sua descoberta em 2005, a lua Hydra de Plutão, tem sido conhecida somente como um ponto de luz difusa, sem forma, tamanho e refletividade bem conhecida. Imagens obtidas durante o trânsito histórico da sonda New Horizons do sistema Plutão-Caronte e transmitidas para a Terra na manhã do dia 15 de Julho de 2015, definitivamente resolveram essas propriedades fundamentais da lua mais externa de Plutão. As observações feitas com o instrumento LORRI revelaram um corpo de forma irregular caracterizado por significantes variações de brilho sobre a superfície. Com uma resolução de 3 quilômetros por pixel, a imagem do LORRI mostra a pequena lua em forma de batata que mede 43 quilômetros por 33 quilômetros.

Da mesma forma que Caronte, a superfície de Hydra provavelmente é coberta com gelo de água, o tipo de gelo mais abundante no universo. Observada dentro das regiões brilhantes de Hydra, está uma estrutura circular mais escura com um diâmetro aproximado de 10 quilômetros. A refletividade de Hydra, ou seja, a porcentagem de luz incidente refletida pela superfície, é intermediária entre a de Plutão e a de Caronte. “A New Horizons finalmente determinou as propriedades físicas básicas de Hydra”, disse Hal Weaver, Cientista de Projeto da New Horizons e líder de operações científicas do LORRI. “Nós ainda vamos ver Hydra, bem melhor em imagens que ainda vão chegar”.

Hydra estava a aproximadamente 645000 quilômetros de distância da New Horizons quando essa imagem foi feita.

hydra_02

Fonte:

http://www.nasa.gov/image-feature/hydra-emerges-from-the-shadows

alma_modificado_rodape1051

Sérgio Sacani

Formado em geofísica pelo IAG da USP, mestre em engenharia do petróleo pela UNICAMP e doutor em geociências pela UNICAMP. Sérgio está à frente do Space Today, o maior canal de notícias sobre astronomia do Brasil.

Veja todos os posts

Arquivo